É hexa! Osasco vence Barueri no golden set e conquista Paulista Feminino de Vôlei

Barueri venceu no tempo regulamentar, mas as  anfitriãs triunfaram no set de ouro e faturaram o sexto título estadual seguido; clube da cidade chegou ao 15º título paulista

É hexa! Osasco vence Barueri no golden set e conquista Paulista Feminino de Vôlei
(Foto: João Pires / Fotojump)
Vôlei Nestlé/Osasco
2 3
Hinode Barueri
Vôlei Nestlé/Osasco: Carol Albuquerque, Bia, Tandara, Mari Paraíba, Nati Martins e Paula. Líbero: Tássia. Reservas: Ninkovic, Bruna Neri, Kika, Natasha, Lorenne, Ju Mello e Fabíola. Técnico: Spencer Lee.
Hinode Barueri : Ana Cristina, Fê Isis, Erika, Suelle, Francynne e Edinara. Líbero: Dani Terra. Reservas: Natinha, Saraelen, Ariele, Tai Santos, Torquete e Sara. Técnico: José Roberto Guimarães.
Placar: 0-1, 26/24 || 0-2, 25/23 || 1-2, 25/23 || 2-2, 25/22 || 2-3, 15/12 || Golden set: 25/23.
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA DECISÃO DO CAMPEONATO PAULISTA FEMININO DE VÔLEI, DISPUTADO NO GINÁSIO JOSÉ LIBERATTI, EM OSASCO.

Casa cheia, viradas e reviradas, três horas de jogo e muita emoção. Assim foi definido o campeão paulista de vôlei feminino de 2017. Defendendo uma invencibilidade de 22 jogos no Ginásio José Liberatti, o Osasco recebeu o Barueri, nesta sexta-feira (13), no  jogo de volta da decisão do estadual.

Como venceram a primeira partida, as donas da casa precisavam de um novo triunfo para confirmarem o título. No entanto, não foi o que aconteceu. O Barueri derrotou as osasquenses por 3 sets a 2, com parciais de 24/26, 23/25, 25/23, 25/22 e 15/12 no tempo regulamentar, provocando o golden set. No período decisivo, porém, as anfitriãs levaram a melhor por 25 a 23, e conquistaram pela sexta vez seguida o Campeonato Paulista.

Em clima de revanche, as equipes voltam a se enfrentar na próxima terça-feira (17), pela Superliga Feminina. Estreando na competição, o Barueri recebe o Osasco, às 19h30 (de Brasília), no Ginásio José Correa, em Barueri. 

Resumo da partida 

Jogando em casa e com uma inflamada torcida a seu favor, o Osasco liderou boa parte da primeira parcial, chegando a ter quatro pontos de vantagem sobre as visitantes (14/10). O Barueri, no entanto, entrou de vez na partida após pedido de tempo de Zé Roberto Guimarães e empatou o set no ponto 24. Com um bloqueio de Fran em Tandara, a equipe barueriense fechou o primeiro período em 26 a 24

O segundo set também foi marcado pelo equilíbrio. As equipes trocaram pontos e se alternaram na liderança do marcador. Com um bom desempenho defensivo, o Barueri conseguiu segurar as donas da casa e venceram a segunda parcial por 25 a 23, ficando a um período de fechar a partida e disputar o set de ouro. 

Sem tempo para errar, as pentacampeãs paulistas iniciaram a terceira parcial com muita vontade de vencer, e abriram dez pontos de diferença sem qualquer dificuldade (14/4). Zé Roberto Guimarães chamou a atenção de suas comandadas e cobrou mais empenho. Novamente, após a conversa, o Barueri voltou melhor e reduziu a vantagem do Osasco e chegou ao empate no ponto 23, em um bloqueio de Edinara. O bom momento, no entanto, parou por ali. Em um ataque errado de Fê Ísis, o Osasco venceu o set: 25 a 23.

Diferente do set anterior, foi a equipe visitante que começou melhor o quarto período, valendo-se, principalmente, dos erros de saque do Osasco. Os cinco pontos de diferença (13/8), porém, foram reduzidos e, surfando no crescimento de Tandara, o Osasco empatou o duelo ao vencer o quarto set: 25 a 22.

No tie-break, o Barueri teve uma largada melhor, novamente explorando os erros de saque do Osasco. A equipe da casa corrigiu suas falhas e reagiu na partida (12/9). No entanto, as baruerienses tiveram frieza para segurar o ímpeto das mandantes, e conseguiram o primeiro objetivo da noite: 15 a 12.

Golden set

Disputado em 25 pontos, o set de ouro decidiria qual equipe ficaria com o título. Em um novo período equilibrado e surpreendente, o Osasco saiu atrás de um prejuízo e logo assumiu a ponta da parcial, abrindo quatro pontos de diferença na reta final do set (17/13). A torcida osasquense já cantava vitória e o semblante de desespero da equipe de Barueri era visível.

Mas as meninas não desistiram. Com três pontos seguidos de bloqueio, o time azul igualou o marcador (23/23). Porém, a estrela de Tandara voltou a brilhar no fim e a atacante marcou os dois últimos pontos que deram ao Osasco o sexto título seguido do Campeonato Paulista Feminino de Vôlei. 

Campanha do Osasco

Fase classificatória
18/8 – Hinode Barueri 3 x 0 Vôlei Nestlé
25/8 – Vôlei Nestlé 3 x 2 Vôlei Bauru
5/9 – Vôlei Nestlé 3 x 1 Renata Valinhos/Country
8/9 – Sâo Cristóvão Saúde/S. Caetano 3 x 2 Vôlei Nestlé
12/9 – Sesi 3 x 1 Vôlei Nestlé
19/9 – Vôlei Nestlé 3 x 1 Pinheiro

Semifinal
3/10 – Vôlei Bauru 1 x 3 Vôlei Nestlé 
7/10, 9h30 – Vôlei Nestlé 3 x 1 Vôlei Bauru

Final
9/10 - Hinode Barueri 0 x 3 Vôlei Nestlé - Barueri
13/10 - Vôlei Nestlé 2 x 3 Hinode Barueri - Osasco

Golden Set
13/10 - Vôlei Nestlé 1 x 0 Hinode Barueri - Osasco