Guia VAVEL Superliga Feminina 2017/2018: Camponesa/Minas

Mineiras caíram na semifinal do ano passado após grande série de cinco contra o campeão, Rio de Janeiro

Guia VAVEL Superliga Feminina 2017/2018: Camponesa/Minas
Foto: Rodrigo Rodrigues/Editoria de Arte/VAVEL Brasil

Semifinalista da última edição da Superliga Feminina de vôlei, o Camponesa/Minas chega para a temporada 2017/2018 da competição nacional com boas perspectivas. Depois de fazer uma boa campanha em sua última participação, o clube minastenista, uma das instituições esportivas mais tradicionais do Brasil, será mais uma equipe a tentar quebrar a hegemonia do Sesc RJ.

Poucas foram as mudanças no elenco minastenista para esta temporada. O time buscou um comandante na Itália para assumir o cargo de treinador e reforçou pontualmente o grupo para o lugar das atletas que deixaram Belo Horizonte. Na última edição da Superliga, caiu heroicamente na semifinal para o campeão Rexona-Sesc (atual Sesc-RJ), levando a série da fase até o limite.

Elenco do Minas 

O time mineiro perdeu a levantadora Naiane para o Hinode Barueri, mas foi logo para o mercado e contratou Macris junto ao Brasília. Ela foi eleita a melhor levantadora das últimas quatro edições da Superliga, chegando ao clube minastenista com a missão de servir as jogadas da equipe em quadra. Em entrevista à VAVEL Brasil, no lançamento da equipe para esta temporada, ela comentou sobre sua chegada.

"Uma expectativa de ter um crescimento tanto profissional como em termos de disputa. Vai ser uma grande disputa, com certeza uma grande oportunidade com uma equipe forte, representando um clube que tem tradição, uma forte camisa, então uma expectativa de fazer ótimos campeonatos, buscar semifinal e final da Superliga, e o que vier, que seja sempre o mais positivo possível", disse.

A ponteira Jaqueline, que defendeu o Minas na última temporada, encerrou seu vínculo com a equipe e estava sem clube, mas seguirá com Naiane e Fran, colegas no time mineiro, no Barueri. Nesta terça (17), Jaque acertou com a equipe paulista. Também deixaram a instituição da Rua da Bahia as atletas Domingas (Rio do Sul) e Renata (Alba Blaj). 

Jogadoras do Minas para 2017/2018:

Levantadoras: Macris e Karine
Opostas: Hooker e Laiza
Ponteiras: Rosamaria, Pri Daroit, Karol Tormena e Natália
Centrais: Mara, Carol Gattaz
Líbero: Leia e Georgia

Foto: Isabelly Morais/VAVEL Brasil

Técnico: Stefano Lavarini

O Minas foi uma das equipes a trocar de comando para esta temporada. O treinador Paulo Coco deixou o clube da capital e foi para o Praia Clube, de Uberlândia. Para o lugar de Paulo, foi contratado o italiano Stefano Lavarini, que estava no Volley Bergamo.

O novo treinador da equipe estava no clube italiano desde 2010, time com o qual venceu a Copa Itália de 2015 e o Campeonato Italiano da temporada 2010/2011. Em 2004 e 2005, Lavarini foi eleito o melhor técnico do seu país pela Federação local. 

Estrela: oposta Hooker

Hooker é uma das peças mais importantes do Minas (Foto: Orlando Bento/MTC)

A oposta Hooker está longe da equipe para resolver pendências em documentações, tanto que não estará na estreia do grupo na competição. A atleta estadunidense é um dos principais nomes do time, ao lado de Rosamaria, e reúne muita potência, força e inteligência em quadra. Ela vai para sua segunda temporada no clube mineiro.

Assim que a temporada passada terminou, muitas especulações cercaram a permanência de Hooker no clube da Rua da Bahia. Apesar de tudo, a oposta seguiu no time. A atleta foi a maior pontuadora da equipe na última edição da Superliga, com 404 acertos, segunda na relação geral do torneio. 

Campanha na última Superliga

O Minas fez uma campanha surpreendente na última Superliga. Apesar de cair na semifinal, o clube mineiro deu muito trabalho para o algoz Rio de Janeiro, campeão. Em série melhor de cinco, as cariocas venceram a primeira partida, em Minas, ao passo que o time minastenista arrancou dois triunfos nos duelos seguidos, ainda na casa das adversárias. 

O quarto duelo da série, em Belo Horizonte, teve vitória do Rio, que venceu novamente, na quinta partida, e garantiu vaga na final. A crescente do clube mineiro na reta final da Superliga passada foi um dos pontos mais enaltecidos em torno da equipe, que teve a terceira melhor campanha da segunda metade do torneio. 

Estreia na Superliga Feminina 2017/2018

O primeiro duelo do Minas nesta edição da Superliga será contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano, às 20h, na Arena Minas, nesta terça (17). Empolgada com o título do Campeonato Mineiro e da Copa Gatorade, torneio disputado no Peru juntamente com a seleção local,  o Vôlei Nestlé/Osasco e o Fluminense.