Camponesa/Minas derrota Brasília e emenda segunda vitória consecutiva na Superliga Feminina

Com grande atuação das ponteiras Rosamaria e Pri Daroit, time minastenista fez 3 a 0 na equipe brasiliense

Camponesa/Minas derrota Brasília e emenda segunda vitória consecutiva na Superliga Feminina
Foto: Divulgação/Minas Tênis Clube

O começo desanimador do Camponesa/Minas na Superliga Feminina de vôlei 2017/2018, com duas derrotas seguidas em casa, deu lugar a novos ares para a equipe mineira. O time minastenista emendou dois triunfos consecutivos, contra Fluminense e Brasília, ambos longe de Belo Horizonte. Este último aconteceu nessa sexta (3), no Sesi Taquatinga, onde o Minas apresentou uma grande atuação pela quarta rodada e venceu o Brasília por 3 a 0 (parciais de 15/25, 15/25 e 21/25).

A levantadora Macrís foi eleita a melhor atleta em quadra, ficando com o troféu Viva Vôlei. No entanto, o time visitante também contou com um dia inspirado de atletas como as ponteiras Rosamaria e Pri Daroit, ambas com 16 pontos, e a central Mara, que teve 13 acertos. A equipe ocupa, agora, a quarta colocação, com sete pontos somados. O Minas seguirá jogando fora de casa e enfrentará o Bauru na terça (7), às 21h30, no Panela de Pressão.

Para o Brasília, o revés foi a quebra de uma sequência de resultados positivos, conquistada para cima de Sesi e Bauru. Com quatro pontos, o time está na oitava posição e soma duas vitórias por 3 a 2 e três derrotas por 3 a 0 na Superliga até então. A equipe só volta a jogar no dia 10 de novembro, quando visita o Osasco, pela sexta rodada. A quinta rodada foi disputada com o Praia Clube em duelo deslocado, no qual o time brasiliense perdeu por 3 a 0 no dia 31 de outubro.

Maior pontuadora do jogo, a ponteira Rosamaria afirmou que o Minas precisa melhorar seu desempenho na atual edição da Superliga. A equipe tem algumas baixas, como o central Carol Gattaz, lesionada. Ainda, não contou com a oposta Hooker até agora na temporada por questões de documentação da jogadora, mas a norte-americana já foi inscrita na competição e pode atuar. Nesse tempo, a ponteira Karol Tórmena foi improvisada na função.

“Sabemos que o time precisa evoluir. Temos sofrido com lesões e estamos com um time muito novo em quadra. No entanto, passar por essa experiência é muito bom. Hoje, jogamos como um time. Mara fez uma excelente partida. Macrís e Pri Daroit também. Juntas, vamos fazer bons jogos, para chegar bem longe", comentou.