Em jogo definido no tie-break, Osasco supera Vôlei Bauru pela Superliga Feminina

Depois de abrir dois sets de vantagem, atuais campeãs paulistas cedem empate, mas conseguem vitória suada no quinto período

Em jogo definido no tie-break, Osasco supera Vôlei Bauru pela Superliga Feminina
Foto: João Neto / Fotojump
Vôlei Bauru
2 3
Osasco
Vôlei Bauru : Juma, Helô, Dayse, Palacio, Valquíria, Andressa. Líbero: Venegas. Entraram: Ju Carrijo, Ariane, Arlene. Técnico: Fernando Bonato.
Osasco : Fabíola, Paula, Bia, Ninkovic, Mari Paraíba, Tandara. Líbero Tássia. Entraram: Carol Albuquerque, Lorenne, Nati Martins. Técnico: Spencer Lee.
Placar: 0-1, 20/25 || 0-2, 16/25 || 1-2, 25/22 || 2-2, 25/23 || 2-3, 11/15.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela sétima rodada da Superliga Feminina, disputado no ginásio Panela de Pressão, em Bauru.

A noite desta terça-feira (14) reservou fortes emoções para os torcedores de Bauru e Osasco. No quarto encontro entre as equipes na temporada, o atual vice-campeão da Superliga levou a melhor sobre o rival paulista mais uma vez, mantendo-se invicto no confronto particular. Depois de 2h10 de batalha, o Osasco conquistou a vitória por 3 sets 2 (25/20, 25/16, 22/25, 23/25 e 15/11), no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru, pela sétima rodada da Superliga 2017/18.

 Tandara foi a maior pontuadora do jogo, com 29 acertos. No entanto, foi Mari Paraíba quem ganhou o troféu VivaVôlei CIMED, realizado por meio de  votação popular. Já entre as donas da casa o destaque ficou por conta da ponteira cubana Yona Palacio, com 21 pontos. 

“Foi uma partida muito muito difícil, pois Bauru, em casa, nunca é fácil. Estávamos ganhando por 2 a 0, a torcida estava quieta, mas perdemos o terceiro set e a torcida acordou e veio junto. No quarto set, infelizmente, tivemos problema com a arbitragem, que me deu cartão vermelho, que eu não merecia, e saímos do jogo. O importante é que conseguimos reverter a situação e deixamos a quadra com a vitória. Valeu pela experiência, mais um aprendizado para a nossa equipe”, analisou a capitã Carol Albuquerque, do Osasco, após a partida. 

O Osasco possui seis vitórias em sete jogos disputados, somando 17 pontos, na terceira colocação. A única derrota da equipe comandada por Luizomar de Moura aconteceu diante do Fluminense, por 3 sets a 2, depois das paulistas terem aberto 2 a 0 no placar. Com oito pontos, o Bauru, por sua vez, tem apenas dois triunfos na competição: Fluminense e Sesi-SP. 

Após duas derrotas seguidas, o Bauru vai tentar a recuperação contra o Sesc RJ, no Ginásio do Tijuca Tênis Clube, na próxima sexta-feira (17), às 20h. No dia seguinte, o Osasco enfrenta o Camponesa/Minas, às 15h, no José Liberatti.