Em jogo emocionante, Fluminense derrota Pinheiros e assume quinto lugar da Superliga

Vivendo boa fase, as tricolores chegaram à quarta vitória consecutiva ao derrotarem o adversário paulista por 3 sets a 2, fora de casa

Em jogo emocionante, Fluminense derrota Pinheiros e assume quinto lugar da Superliga
(Foto: Ricardo Bufolin/Esporte Clube Pinheiros).

Entrando em sua reta final, o primeiro turno da Superliga Feminina 2017/2018 tem reservado grandes duelos na disputa pela classificação à segunda fase do torneio. Na noite desta quinta-feira (30), PinheirosFluminense realizaram um confronto direto no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, e fizeram jus ao alto nível do torneio nacional.

Cercado de muito equilíbrio, o jogo foi decidido apenas no tiebreak, quando o Fluminense levou vantagem sobre seu adversário e emendou mais um tirunfo - o quarto em sequência, vencendo pelo placar de 3 a 2 (25/22, 21/25, 26/24, 15/25 e 15/8). Com a vitória o tricolor chegou aos 16 pontos e assumiu a quinta colocação momentânea, já que o Minas ainda joga na rodada. Mesmo com o revés, o time do Pinheiros conquistou um ponto - por ter vencido dois sets, e se mantém como sétimo colocado com 15 pontos e boa vantagem em relação aos times abaixo na tabela de classificação.

Na rodada que fecha o turno, o Fluminense recebe a equipe do Sesi-SP, no ginásio Hebraica. A partida acontece no sábado (9), às 15h. Atuando como visitante, o Pinheiros vai ao ginásio Sesi Taguatinga enfrentar o Brasília Vôlei. O duelo acontece na sexta-feira (8), às 20h.

Resumo da partida

Apesar de atuar fora de casa, o Fluminense iniciou a partida demonstrando o entrosamento que tem feito a equipe jogar boas partidas na competição. Com as tricolores mais atentas, além do fundamento de ataque funcionar tanto pelo meio, com as centrais, quanto pelas diagonais.

Comandada pela líbero Sassá, a defesa se mostrou compacta, o que fez a diferença na primeira etapa. Mesmo com o time do Pinheiros aguerrido e cedendo poucos erros, o Flu manteve o controle do período e, se destacando pelos pontos de bloqueio, fechou o set em 25 a 22 e saiu na frente do marcador na partida.

Na segunda parcial o panorama da partida mudou, e quem passou a comandar o jogo e o placar foi o time da casa. Após voltar com mais agressividade no saque, o Pinheiros dificultou a recepção do Fluminense que, sentido a ausência de Sassá - a líbero passou mal no intervalo, já não jogava tão bem na defesa quanto no período anterior.

A partir disso, com mais qualidade no ataque, as paulistas abriram grande vantagem no marcador. Apesar de diminuir a diferença do adversário próximo ao fim, o Flu continuou abusando dos erros e viu o Pinheiros,  com destaque para a levantadora Bruninha, fechar o set em 25 a 21 e deixar tudo igual no duelo.

Com o confronto empatado no placar, o equilíbrio do duelo se destacou.na terceira parcial. A partir da evolução no set anterior, o Pinheiros consolidou sua forma de jogar. A equipe paulista atuava com o passe na mão e atacava com qualidade, diferente do adversário tricolor, que insistia nas falhas nesse fundamento.

Regendo o marcador, o Pinheiros abriu vantagem de três pontos no fim e estava próximo de virar a partida, quando após o pedido de tempo do técnico Hylmer Nascimento, o time tricolor teve uma grande reação e fechou o set em 26 a 24, garantindo-se à frente no duelo.

A quarta parcial iniciou novamente com o duelo equilibrado entre paulistas e cariocas. Porém, um erro da arbitragem seguido por um xingamento do técnico Hylmer Nascimento proferido ao árbitro da partida, definiu o rumo do período. As meninas tricolores, que já vinham cometendo muitos erros, se desestabilizaram e passaram a falhar ainda mais.

Do lado oposto da quadra, o Pinheiros, que não tinha nada a ver com isso, usou a agressividade no ataque a partir do ocorrido, comandou o placar e com facilidade fechou em 25 a 15, forçando então o set desempate e evidenciando o equilíbrio no confronto direito da noite.

Desestabilizado pelos erros da etapa anterior, o Fluminense precisaria mudar a postura para vencer a partida. Foi o que aconteceu. Concentrada, a equipe tricolor iniciou o período derradeiro em vantagem no placar e voltou a bloquear o adversário paulista com qualidade.

Apesar do grande números de erros cometidos, o Pinheiros não conseguiu parar o visitante. Liderado dentro de quadra pela ponteira Thaisinha, o Flu fechou o tiebreak em 15 a 8 e venceu a disputada partida por 3 sets a 2.