Maior pontuadora da Superliga, Tandara afirma que trocaria marca individual por título do Osasco

Destaque da competição, oposta foca em evolução pessoal e não se deslumbra com números

Maior pontuadora da Superliga, Tandara afirma que trocaria marca individual por título do Osasco
Foto: João Pires/Fotojump

Após o recesso do final de ano, a Superliga Feminina retornará as atividades na próxima terça-feira (9). Um dos destaques da temporada 2017/18 é oposta Tandara Caixeta, do Osasco, que é maior pontuadora do torneio, com 239 acertos. A diferença para Bruna Honorio, oposta do Pinheiros e segunda colocada no quesito, é de 38 pontos.

No entanto, a representante do time paulista afirmou que trocaria a marca pessoal pela liderança de sua equipe na competição e também pelo título, que não vem desde a temporada 2011/2012. O Vôlei Nestlé/Osasco é atualmente o terceiro colocado da Superliga Feminina, com 28 pontos (nove vitórias e quatro derrotas) - seis a menos que o vice-líder Sesc-RJ e onze abaixo do invicto Praia Clube -.

“Sempre dou o máximo em prol da equipe. Sou a maior pontuadora da competição, mas não me ligo muito para isso. Trocaria, sem pensar, pela liderança da equipe na Superliga e, claro, o título de campeã desta temporada. Não estou satisfeita com meu desempenho individual. Trabalho em cima de porcentagem e sempre busco atingir marcas acima de 50% de aproveitamento, o que nem sempre consigo. Meu foco é em evolução. Quero crescer mais, ciente da minha responsabilidade dentro do time", declarou a oposta. 

Mas apesar da modéstia da atleta ao comentar o seu desempenho, as estatísticas da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) a colocam como uma das jogadoras com melhor desempenho individual da competição. Além de ser a maior pontuadora geral desde a primeira rodada da Superliga, Tandara é a sacadora mais eficiente do torneio, com 17 aces, mesmo número de Thais Souza, do Fluminense, que leva vantagem no critério de desempate. Ainda assim, a oposta prefere manter o foco na classificação da equipe e não se deslumbrar com os seus feitos. 

“Como tenho afirmado, o mais importante é o desempenho do time, que vem em uma crescente. Vencemos os dois jogos no returno e também nos classificamos para a semifinal da Copa do Brasil antes da parada do final do ano. Temos muita margem para crescer e tenho certeza que 2018 será um ano de crescimento e mais vitórias.”

O Vôlei Nestlé volta à quadra na terça-feira (9), quando enfrenta o São Cristovão Saúde/São Caetano, às 19h30 (de Brasília), no ginásio José Liberatti, em Osasco. Ainda neste mês o time disputará a semifinal da Copa Brasil feminina de vôlei, diante do grande rival Rio de Janeiro. A partida será disputada no dia 18, no ginásio Jones Minosso, em Lages (SC), que sediará a fase final da competição.