Em clássico nacional, Osasco derrota Sesc RJ na Copa Brasil e é finalista da edição de 2018

Paulistas aplicaram 3 sets a 1 nas cariocas, que defendiam o título do torneio; decisão será contra o Praia Clube, já nesta sexta

Em clássico nacional, Osasco derrota Sesc RJ na Copa Brasil e é finalista da edição de 2018
Foto: Divulgação/Vôlei Nestlé
Osasco
3 1
Sesc RJ
Osasco: Fabíola, Tandara, Mari Paraíba, Leyva, Ninkovic e Bia; líbero: Tássia. Entraram: Carol Albuquerque, Erica, Lorenne. Técnico: Luizomar de Moura
Sesc RJ : Roberta, Monique, Drussyla, Peña, Mayhara e Juciely; líbero: Fabi. Entraram: Natiele, Gabi, Vitória, Carol Leite. Técnico: Bernardinho.
Placar: 25/22, 25/17, 20/25 e 25/21.
INCIDENCIAS: Jogo válido pela semifinal da Copa Brasil de vôlei, disputado no ginásio Jones Mimoso, no dia 18 de janeiro.

A grande decisão da Copa Brasil de vôlei feminino de 2018 terá um duelo entre São Paulo e Minas Gerais. Nessa quinta (18), o Praia Clube venceu o Camponesa/Minas na primeira semifinal e aguardou o jogo entre Osasco e Sesc RJ para saber seu adversário. As paulistas venceram as cariocas por 3 sets a 1, com parciais de 25/22, 25/17, 20/25 e 25/21, no Jones Mimoso, em Lages, Santa Catarina.

No mesmo ginásio, nesta sexta, às 21h30, ocorre a final em jogo único. O Sesc RJ foi o campeão da edição passada e não está mais em disputa, ao passo que o Osasco levou em 2008 e 2014 e busca o tricampeonato. O Praia Clube nunca conquistou a competição e chega em um ótimo momento, já que paralelamente lidera a Superliga.

Mais concentrado, Osasco bate Sesc RJ e chega à decisão da Copa Brasil

O grande clássico do vôlei nacional teve um primeiro set bem movimentado e equilibrado. Disputada ponto a ponto, a parcial foi sendo construída de forma parelha pelas equipes, com o Osasco conseguindo abrir três pontos em 11 a 8 após ponto de Mari Paraíba. O time paulista chegou a abrir ainda seis de diferença quando Bia cravou bola no chão. A  vantagem das paulistas se manteve, e o time de Luizomar fechou o primeiro set em 25 a 22 com erro de saque de Kasiely.

Na parcial seguinte, o Sesc RJ começou com outra postura, assumindo a ponta do placar. Atento, no entanto, o Osasco correu atrás do marcador e virou: 10 a 9 após erro de Peña. A partir disso, as paulistas permaneceram com vantagem e chegaram a fazer 20 a 15 com ponto da peruana Angela Leyva. A central Ninkovic foi a responsável por fechar e segundo set em 25 a 17 a favor das paulistas.

A um set da grande decisão, o Osasco viu a recuperação na terceira etapa do do Sesc RJ, que buscou uma sobrevida no duelo. Juciely subiu um paredão para cima de Tandara e fez 12 a 7 para as cariocas, mantendo as meninas de Bernardinho com vantagem. Com a esperança de ainda cavar uma vaga na final da Copa Brasil, o time carioca venceu o terceiro set por 25 a 20 e diminuiu o placar.

Na volta para a quarta parcial, o Osasco retornou mais concentrado. Sempre à frente, o time de Luizomar conseguiu boa vantagem em 18 a 14 com bola de Tandara e se manteve com mais volume em quadra. A peruana Angela Leyva, que foi bem no decorrer da partida, foi quem fechou a conta da parcial em 25 a 21 e do set em 3 a 1 para o Osasco.