Ciclismo: Rui Costa vence Abu Dhabi Tour

O ciclista português consumou, este domingo, a conquista da classificação geral da Ride to Abu Dhabi Tour, depois de ter vencido a terceira etapa, onde assumiu a liderança da prova.

Ciclismo: Rui Costa vence Abu Dhabi Tour
O português com a camisola de líder no fim da etapa 3 // Fonte: Facebook Rui Costa

Este domingo foi dia de consagração para Rui Costa: a consagração de um início de temporada quase perfeito. Rui Costa, que no ano passado não conseguiu alcançar qualquer vitória, este ano já leva três vitórias – duas etapas de alta montanha e a classificação geral desta prova.

A conquista desta prova tem por base a inteligência do português, que é o que o diferencia de todos os outros. Foi com essa inteligência e leitura de corrida que conseguiu surpreender nomes grandes como Contador, Nibali, Quintana ou Aru, com um ataque a 7 km do fim da etapa 3 que lhe permitiu vencer a etapa e assumir a liderança da prova. O ataque de Rui Costa levou Ilnur Zakarin e conseguiram trabalhar bem em conjunto até à linha de meta, onde o português foi o mais forte. Houve uma marcação cerrada entre Contador, Nibali e Quintana, que permitiu que o ataque de Rui Costa e Zakarin, sempre perseguidos de perto por Dumolin, tivesse sucesso.

Esta vitória de Rui Costa é muito importante para a sua equipa. É uma equipa nova, com novos patrocinadores, e esta vitória em casa, nos Emirados Árabes Unidos, é muito importante para a confiança da equipa, que também ganhou a classificação geral por equipas.

O campeão do mundo de Florença confirma assim o excelente início de temporada, no qual já leva duas vitórias, dois segundos lugares e um terceiro lugar em etapas e uma vitória e um segundo lugar em classificações gerais. Não se podia pedir melhor ao português nesta nova fase da sua carreira.

No seu diário, Rui Costa deixa bem claro os seus objetivos para os próximos meses: “O primeiro objetivo do ano (Abu Dhabi) foi concretizado com sucesso, agora é continuar a trabalhar forte, sempre focado nos próximos: Clássicas das Ardenas e Giro. Quero continuar entre os melhores.”