Volta a Itália: Gaviria ganha antes do descanso

Etapa normal de transição, 128km de tranquilidade e 20 de loucura.

Volta a Itália: Gaviria ganha antes do descanso
É a primeira vitória em Grandes Voltas do colombiano de 22 anos // Fonte: Eurosport

Fernando Gaviria venceu a terceira etapa da Volta a Itália. O sprinter colombiano da Quick-Step Floors foi o mais forte e relegou Rudiger Selig, da Bora, e Giacomo Nizzolo, da Trek, para o segundo e terceiro lugar respetivamente.

Ao contrário das duas etapas anteriores, não houve Teklehaimanot na fuga, o que significa que não houve luta pela camisola da montanha. Hoje só houve fuga quase para o ‘protocolo’ e para a publicidade, porque a Lotto Soudal nunca lhes deu muita ‘corda’.

Os primeiros 100km de prova foram tranquilos, mas quando o pelotão passou o Cape Boi a corrida mudou. Os ciclistas começaram a ficar mais expostos e adivinhava-se tentativas de abanicos, ou seja, provocar cortes no pelotão através do vento.

A loucura começou a cerca de 20km para o fim, com as principais equipas da geral a virem para a frente marcar posição e para estarem bem colocadas, evitando assim ficarem em cortes ou quedas. Mas a Quick-Step Floors, quando faltavam 20km para a meta, lançou-se na frente do pelotão e conseguiu cortar a frente da corrida, ficando com o seu líder, Bob Jungels, o seu sprinter, Gaviria e mais quatro colegas de equipa na frente, juntamente com Nizzolo, Selig, Haas e Siutsou. Aguentaram até ao final e Gaviria confirmou o trabalho da equipa, ganhando facilmente.

O pelotão chegou 10 segundos depois, liderado por Caleb Ewan. No que toca aos principais corredores da geral, o maior beneficiado foi Bob Jungels que vai chegar à próxima etapa com uma vantagem de 10 segundos para os demais favoritos. O novo líder da classificação geral é o próprio Fernando Gaviria.

Rui Costa chegou integrado no pelotão, enquanto José Mendes e José Gonçalves foram apanhados nos cortes e chegaram mais atrasados.

Amanhã é o primeiro dia de descanso do Giro, os ciclistas ainda hoje vão viajar da Sardenha para a Sicília, onde na terça feira irão enfrentar a primeira etapa de alta montanha – a chegada ao Monte Etna.

Ciclismo