Volta a Itália: Emden vence na festa de Dumoulin

Jos Van Emden venceu o contra-relógio da última etapa da Volta a Itália, mas o foco é todo para Tom Dumoulin que bateu toda a concorrência e é o vencedor do Giro d'Italia 2017.

Volta a Itália: Emden vence na festa de Dumoulin
Ao fim de 21 etapas, Dumoulin levanta o troféu mais importante da sua carreira // Fonte: MyStatesman.com

Esta última semana foi de grande desgaste para os homens da geral e sabia-se que o cansaço iria ter um papel muito importante no contra-relógio de hoje. Quem mais beneficiou com isso foi Jos Van Emden, que aproveito o cansaço dos homens da geral para vencer a última etapa do Giro deste ano. Bateu por 15 segundos o seu compatriota Tom Dumoulin, que é o grande vencedor da Volta Itália centenário.

Desde o fim da etapa de ontem que se sabia que o grande favorito à vitória final seria Tom Dumoulin, pois 53 segundos de vantagem de Quintana para o holandês era muito curto. O ‘Holandês Voador’ passou de 4º para 1º na geral e ganha a sua primeira Grande Volta da carreira, aos 26 anos. É o primeiro holandês a vencer a Volta a Itália.

Uma palavra para Nairo Quintana que se defendeu muito bem e conseguiu segurar o segundo lugar no pódio, a 31 segundos de Dumoulin. Nibali também esteve bem, mas caiu uma posição, para o último lugar do pódio. A desilusão do dia foi Thibaut Pinot, que vinha a ser o mais forte nestes últimos dias, mas não esteve bem hoje e caiu do segundo para o quarto lugar.

Outra camisola que mudou de dono foi a camisola branca, da classificação do melhor jovem. Bob Jungels esteve muito bem hoje e conseguiu ‘roubar’a camisola a Yates. A camisola do rei da montanha ficou entregue, e bem, a Mikel Landa. A Maglia Ciclamino foi entregue ao corredor que mais a mereceu e mais fez por ela, Fernando Gaviria, vencedor de 4 etapas nesta edição do Giro. Por equipas, a Movistar foi a equipa mais regular.

Dos ‘nossos’, o mais bem classificado na geral foi Rui Costa, na 27ª posição a 1 hora e 33 minutos do vencedor. José Mendes acabou na 48ª posição da geral. José Gonçalves, depois de um Giro de muito trabalho, acabou na 60ª posição.

Agora vamos esperar um mês e pouco, até dia 1 de Julho, dia em que começa a Volta a França, e para ver a luta entre Contador, Froome e os restantes. Por fim, fiquem com a classificação geral final:

Ciclismo