Volta a França: Aru conquista Planche de Belle Filles

Na primeira chegada em alto deste Tour, o ciclista italiano foi o mais forte e provou muita coisa. Froome é o novo camisola amarela numa etapa que não viu partir duas das principais caras do pelotão.

Volta a França: Aru conquista Planche de Belle Filles
Italiano mostra que continua num grande momento de forma // Fonte: velonews.com

Fabio Aru (Astana) foi o mais forte na chegada em alto à Planche de Belle Filles. O campeão italiano atacou a cerca de 2km da meta e conseguiu destruir o comboio da Sky que na altura tinha 3 elementos. Quem se aproximou mais foi Dan Martin (Quick-Step Floors) que chegou 16 segundos depois. Froome foi ainda às bonificações e é agora o novo líder da prova.

Dia normal de corrida, com a equipa mais interessada em não deixar a fuga ganhar muito tempo a ser a BMC de Richie Porte. A fuga não teve mais que 3 minutos de vantagem e isso explica a média elevada com que se acabou o dia. Apenas na aproximação à contagem de montanha final é que as restantes equipas como Sky, Astana, Trek e Movistar se começaram a chegar à frente.

Quando a Sky decidiu pegar na corrida é que as coisas mudaram de vez. Com um grupo já muito reduzido, a equipa britânica levava 6 corredores na frente da corrida enquanto as restantes equipas tinham no máximo um ciclista ao lado do seu líder.

Quem não se preocupou com esse domínio foi Fabio Aru, que fez o que melhor sabe fazer – atacar. Atacou e atacou bem, ganhando desde logo uma boa margem para o grupo dos favoritos. A partir daí conseguiu manter um bom ritmo e mais ninguém se consegui chegar a ele, tendo levantado os braços no alto da subida, subindo ao 3º lugar da geral. Ninguém respondeu ao ataque de Aru, terá sido má estratégia ou falta de pernas?

Froome mostrou-se forte, tendo chegado na terceira posição e veste agora a amarela. Dan Martin surpreendeu pela positiva, tal como Rigoberto Uran (Cannondale-Drapac) que fez 7º na etapa. Pela negativa destaca-se Nairo Quintana (Movistar), que cedeu muito cedo e não deu as melhores indicações. Fica aqui o top-15 da etapa:

Este é o novo top-10 da classificação geral, com novo camisola amarela:

O dia de hoje ficou também marcado pela não partida de Peter Sagan e Mark Cavendish para a etapa de hoje. Depois de um final muito polémico no dia de ontem, os comissários da corrida decidiram excluir o campeão do mundo do Tour deste ano. Por seu lado, Mark Cavendish fraturou a omoplata direita e está fora por tempo indeterminado.

Amanhã volta a ser um dia tranquilo em termos de terreno e vamos ter, ao que tudo indica, novo final ao sprint em pelotão compacto. Mais um dia longo que vai acabar com a luta dos sprinters que não vai ter dois dos seus principais nomes.