Guardiola é o treinador mais bem pago do mundo

O técnico catalão, ao assinar pelo Manchester City, tornou-se o técnico mais bem pago.

Guardiola é o treinador mais bem pago do mundo
Guardiola é o mais bem pago do mundo

Guardiola vai-se tornar o treinador mais bem pago ao assinar pelo Manchester City. O seu salário será de 25 milhões de euros por ano e o técnico que mais se aproxima é o seu sucessor no Bayern Munique (Carlo Ancelotti), com 15 milhões. Em terceiro temos Jurgen Klopp que ganha 14 milhões no Liverpool. O pai do treinador, Valentín Guardiola, confia no talento do filho. “Pep sempre foi um líder, é algo inato. Ele só pensa em ganhar, mas com um futebol distinto e determinado. Mudou a forma e o estilo em todos os clubes por onde passou. Passe, passe, passe e, no momento oportuno… golo! Nas equipas dele não vemos pontapés para a frente, ele nunca gostou disso.

A contratação de Guardiola já abriu espaço a especulações sobre um “onze” ideal que o catalão gostava de ver no City. Segundo o jornal inglês “The Guardian”, Guardiola terá à disposição cerca de 200 milhões de euros para reforçar o plantel dos “Citizens no próximo defeso, havendo já uma lista de jogadores identificados e em cujas contratações o clube estará a trabalhar: Claudio Bravo (Barcelona), Alaba (Bayern), John Stones (Everton), Laporte (Athletic Bilbao), Pogba (Juventus) e Verratti (PSG) serão os alvos. Neste caso, a equipa de Pep Guardiola seria formada por: Bravo; Alaba, Stones, Laporte e Zabaleta; David Silva, Pogba e Verrati; De Bruyne, Aguero e Sterling.

O treinador ex-Barcelona conta no seu palmarés com a tão desejada Liga dos Campeões que o Manchester City procura insistentemente desde que começou a investir desalmadamente em jogadores. O desafio de Guardiola será, de uma vez por todas, transformar o City num verdadeiro coletivo que faça sobressair as individualidades por forma a chegar ao topo do futebol Europeu

De recordar que, de acordo com o “Daily Mail”, Guardiola esteve perto de se tornar jogador dos “Citizens” em 2005, quando ainda era futebolista profissional. No entanto, o espanhol rejeitou na altura a oferta, visto que o City apenas lhe ofereceu um contrato de seis meses e Guardiola queria um vínculo mais longo. Acabou por assinar pelos mexicanos do Dorados de Sinaloa.

Futebol Internacional