Carlos Queiroz abandona o cargo de selecionador do Irão

O técnico português revelou que as condições de trabalho são o grande motivo da demissão.

Carlos Queiroz abandona o cargo de selecionador do Irão
Foto: www.tehrantimes.com

Carloz Queiroz, treinador português de 62 anos, apresentou a demissão de selecionador de futebol do Irão. O ex-selecionador da equipa das quinas declarou que "não estão reunidas as condições necessárias" para conduzir o país asiático até ao próximo mundial. 

Na carta enviada ao presidente da federação iraniana, divulgada pela agência Lusa, Queiroz solicita a rescisão amigável do contrato a 30 de Abril deste ano. "Face à degradação das condições de trabalho existentes e ao incumprimento dos compromissos assumidos, o objetivo da qualificação está em risco", asseverou o técnico luso. 

Queiroz está no comando da formação iraniana desde 2011 e deverá "orquestrar" a equipa nas receções à Índia e Omã, a 24 e 29 de março.

Tudo perspetiva que o Irão conquiste o primeiro lugar do seu grupo da fase de qualificação asiática. A equipa até agora orientada pelo treinador português comanda o grupo D com 14 pontos, seguido de Omã, que tem 11, única equipa que ainda o pode passar.

Para chegar ao Mundial, os iranianos ainda terão de superar este ano uma segunda fase de grupos.

Futebol Internacional