Liga dos Campeões: os melhores jogos de 2015-2016

A final da Liga dos Campeões está marcada para o próximo sábado. É sem dúvida a partida mais esperada da época, mas ao longo desta edição houve outros jogos que ficaram na memoria, hoje a Vavel Portugal recorda-lhe três deles.

Liga dos Campeões: os melhores jogos de 2015-2016
É de golos que se faz a Liga dos Campeões (Foto: weloba.cat)

Esta escolha foi feita com base nos encontros mais emotivos, seja pelo número de golos marcados, quer pelas implicações que o resultado desse jogo teve para as equipas. Sem qualquer ordem de eleição apresentamos de seguida as três partidas que mais se destacaram nesta edição da Liga dos Campeões.

Bayer Leverkusen 4 - 4 Roma

A 20 de Outubro de 2015 teve lugar a terceira jornada da fase de grupos. No grupo E, o Bayer Leverkusen recebia os italianos da Roma com os alemães a somarem três pontos, contra apenas um dos romanos. A equipa da casa entrou melhor e ainda antes dos vinte minutos já vencia por 2-0, com dois golos de Javier Hernandez, só que a formação da capital transalpina chegou ao empate ainda antes do intervalo com um bis do capitão De Rossi.

A reviravolta da Roma completou-se na segunda parte, estando mesmo a vencer por 2-4, graças aos golos de Pjanic e Falqué, mas os germânicos ainda tiveram forças e nos últimos cinco minutos do desafio, conseguiram igualar a quatro bolas através de Kampl e Mehmedi. No final da fase de grupos os italianos haveriam de seguir em frente na competição, ficando no segundo lugar atrás do Barcelona, enquanto o Bayer Leverkusen ia para a Liga Europa.

Wolfsburgo 3 - 2 Manchester United

A derradeira jornada do grupo B, levou o Manchester United à Alemanha para defrontar o Wolfsburgo. Para os alemães um empate chegava para seguirem em frente, enquanto os red devils estavam obrigados a vencer, ou a esperar que o PSV não vencesse o CSKA Moscovo. As coisas começaram por correr bem aos ingleses com um golo de Martial, mas ainda antes da meia hora Naldo e Vieirinha deram a volta ao desafio.

Os últimos dez minutos foram uma «montanha-russa» de emoções. Guilavogui fez um auto-golo que deu o 2-2 ao United, mas na jogada seguinte Naldo bisou e fez o 3-2 e consequente vitória para o Wolfsburgo. Para trazer ainda mais drama a tudo isto, no outro encontro o PSV que à entrada do quarto de hora final perdia por 0-1, conseguiu vencer por 2-1 atirando assim os ingleses para a Liga Europa continuando os holandeses e alemães na prova milionária.

Bayern Munique 4 - 2 Juventus

Este é para muitos o melhor jogo desta edição da Liga dos Campeões até ao momento. Na segunda mão dos oitavos-de-final o Bayern Munique recebia a Juventus, com vantagem para os alemães depois de um empate 2-2, em Turim. No entanto os italianos estavam longe de se darem por vencidos e na Baviera, trataram de dar «a provar do próprio veneno» à equipa germânica. Se em Itália o Bayern tinha estado a vencer por 0-2, permitindo o empate da «Vecchia Signora» os papéis inverteram-se quando ainda antes da meia hora, os golos de Pogba e Quadrado, deixavam em silêncio a Arena de Munique.

Porém na segunda parte os alemães foram capazes de fazer o mesmo, que a Juventus tinha feito na primeira mão. E conseguiram-no de uma forma dramática. Primeiro foi Lewandowski a reduzir ao minuto 73' e já em período de descontos Thomas Muller fez o 2-2, que levou o desafio para o prolongamento. Aqui a melhor condição física do Bayern acabou por fazer a diferença, e já na segunda parte do tempo extra e em apenas dois minutos Thiago Alcantara e Coman fizeram o 4-2, que levou os bávaros para os quartos-de-final.