Liga dos Campeões: a defesa do Real Madrid

A dois dias da final da Liga dos Campeões é altura de analisar a defesa do Real Madrid. Um dos sectores fundamentais do conjunto madrileno, e que vai ter de estar ao mais alto nível, neste encontro decisivo.

Liga dos Campeões: a defesa do Real Madrid
Quarteto madrilento posto à prova (Foto: citinews.net)

Há uma frase no futebol que faz todo o sentido. «Os ataques ganham jogos, as defesas ganham campeonatos». Numa final da Liga dos Campeões, esta afirmação ganha uma dimensão ainda maior, já que se trata do título mais importante ao nível de clubes, na Europa. O Real Madrid está mais que habituado a finais deste tipo e para tal tem contribuído uma defesa sólida, que nesta edição da prova milionária apenas consentiu cinco golos. Apesar de já ter sofrido algumas mudanças, fruto de lesões ou opções técnicas é praticamente certo, que na final de sábado frente ao Atlético Madrid o quarteto defensivo será composto por Marcelo, Pepe, Sérgio Ramos e Dani Carvajal.

Marcelo

Aos 28 anos o defesa esquerdo brasileiro, cumpre a sua décima temporada ao serviço dos «merengues». Com apenas 1.74 faz da sua velocidade a sua melhor arma, quer no ataque, ou a defender. No plano ofensivo surge também muitas vezes em zonas de finalização e dá bastante profundidade à ala esquerda do Real Madrid. Prova disso são já os 25 golos que leva com a camisola branca.

Marcelo ocupa o lado esquerdo da defesa (Foto: sportv4.com)

Pepe

O central luso brasileiro é o mais veterano, e também o de maior estatura na defesa do Real Madrid. Com 33 anos e 1.88 leva já nove épocas no clube da capital espanhola. Forte no jogo áereo, usa essa especialidade nas bolas paradas defensivas e ofensivas, que lhe deram já 13 golos. Não tendo a mesma velocidade de outros tempos, utiliza a antecipação do movimento adversário para se posicionar de modo a não ser apanhado em contra pé. O seu temperamento mais agressivo já lhe valeu várias expulsões e castigos pesados.

Pepe é um esteio na defesa madrilena (Foto: goal.com)

Sérgio Ramos

É um dos maiores símbolos do Real Madrid. Aos 30 anos com 1.83 e já com onze temporadas nos «blancos», Sérgio Ramos representa o carisma e garra do clube. Tem na sua impetuosidade o principal defeito, de tal modo que é o jogador mais vezes expulso em toda a história do emblema espanhol, tendo ultrapassado Fernando Hierro. Como defesa central é muito forte no jogo de cabeça, principalmente nas bolas paradas ofensivas, de resto foi dele o golo que em 2014 levou a final contra o Atlético Madrid para prolongamento. Ao todo já marcou 57 golos um registo notável para um defesa. Tem tendência a jogar em antecipação o que nem sempre corre bem, pois acaba por cometer muitas faltas.

Sérgio Ramos é o central goleador (Foto: skysports.com)

Dani Carvajal

É o mais novo e ao mesmo tempo o jogador com maior antiguidade no plantel do Real Madrid. Com 24 anos Dani Carvajal ocupa o lado direito da defesa. Fez toda a sua formação no conjunto «merengue», onde chegou em 2002, tendo saído durante a época 2012-2013 para o Bayer Leverkusen, mas regressando a Madrid no ano seguinte. Com 1.73 compensa a baixa estatura tal como Marcelo através da sua velocidade, mas ao contrário do brasileiro Carvajal preocupa-se mais em defender bem do que atacar, mesmo não deixando de o fazer. Teve o mérito de ao longo desta temporada conseguir ganhar o lugar a Danilo, principalmente desde a chegada de Zidane ao comando técnico da equipa.

Dani Carvajal defende o lado direito (Foto: goal.com)

A nível disciplinar o Real Madrid viu 14 amarelos nesta edição da Liga dos Campeões, no entanto somente cinco foram mostrados aos quatro jogadores que vão ocupar sector mais recuado na final deste sábado. Dois para Dani Carvajal e Sérgio Ramos e o outro a Pepe, um factor a ter em atenção já que pela frente vão ter o Atlético Madrid, que faz da agressividade uma das suas principais armas.