Copa América: Colômbia serviu 4 perús no desempate por grandes penalidades rumo às meias

Os quartos de final da Copa América colocaram frente a frente Colômbia e Perú. Depois de uma igualdade a 0 no tempo regulamentar valeu a inspiração colombiana nas grandes penalidades para eliminar os peruanos. A equipa de James está nas meias finais e já sonha com o título.

Copa América: Colômbia serviu 4 perús no desempate por grandes penalidades rumo às meias
As grandes penalidades ditaram a passagem da Colômbia às meias finais // Foto: twitter.com/CONMEBOL

A Copa América centenária, organizada pelos Estados Unidos, tem sido verdadeiramente arrepiante. A Colômbia garantiu na madrugada de sexta para sábado o passaporte para as meias finais da prova, ao bater o Perú nas grandes penalidades por 4-2. Na primeira metade a Colômbia empurrou o Perú para o seu sector recuado, valendo o talento de James e Bacca para criar inúmeros calafrios aos peruanos. Para além de James, que já brilhou no Porto, a Colômbia alinhou também com o ex-leão Arias, e do lado peruano o velho conhecido Rodríguez jogou no eixo central da defesa. O ex-sportinguista peruano teve pela frente uma Colômbia muito dinâmica na primeira parte e o Perú limitou-se a defender e a cometer faltas que quebraram o ritmo constantemente.

O 0-0 ao intervalo era manifestamente enganador, mas os colombianos só se podem queixar de si mesmos, principalmente da ineficácia de Bacca que falhou 2 vezes na cara do golo. Na segunda parte o Perú subiu as linhas, equilibrou a posse de bola e a pouco e pouco surgiam espaços para criar lances de golo. A Colômbia não soube reagir à mudança estratégica do Perú e o 0-0 arrastou-se até ao final dos 90 minutos. O último suspiro pertenceu ao Perú na sequência de um canto, mas a verdade é que as grandes penalidades estavam no horizonte.

Grandes penalidades, Colômbia de luxo nas meias

Para converter o primeiro penalty a estrela da equipa colombiana, James, partiu convicto para a bola e marcou sem hesitar. Na resposta, o protagonista do golo com a mão diante o Brasil, Raul Ruidíaz furou a rede, e desta vez optou por marcar com o pé. Na segunda ronda a Colômbia avançou com Cuadrado e o extremo não tremeu e converteu o penalty. O peruano Tapia restabeleceu a igualdade logo a seguir. A lotaria das grandes penalidades entrava numa fase decisiva e Moreno voltou a colocar a Colômbia em vantagem. O peruano Trauco vacilou, permitindo a defesa a Ospina. O colombiano Pérez festejou o quarto e festejou também o falhanço de Cueva, que ditou a passagem da Colômbia às meias finais. A nação de James fica agora aguardar pelo duelo entre o México e o Chile para conhecer o próximo adversário.