País de Gales x Irlanda do Norte: O azar de uns e a sorte de outros

O País de Gales chegou aos quartos de final depois de um golo de McAuley. O auto-golo do Norte Irlandês fez com que a equipa de Gareth Bale atingisse a próxima fase da prova num jogo onde se viu que não é só a Inglaterra que tem qualidade no seu futebol no reino unido.

País de Gales x Irlanda do Norte: O azar de uns e a sorte de outros
Bale festeja o auto golo de McAuley que acabou por dar a vitória aos galeses | Foto: Facebook UEFA euro 2016

Este era o primeiro jogo entre as duas selecções em fases finais de um Europeu e ficou decidido no último quarto de hora e com um auto-golo. McAuley foi o rosto da desilusão Norte Irlandesa depois um jogo onde a escassez de oportunidades foi mais do que evidente. 

O favorito sou eu! 

A Irlanda no Norte entrou no encontro pronta a provar que, apesar de o País de Gales ter conseguido surpreender tudo e todos na fase de grupos, era capaz de mostrar que também estava pronta para surpreender. 

A verdade é que à medida que a primeira parte foi correndo e a bola foi sendo dividida entre os médios de cada lado, os espectadores do bom futebol puderam perceber que, de facto, o jogo do final da tarde de ontem ia ser cheio de emoções fortes. 

Face à vontade de se fazer mostrar neste Euro 2016, os norte irlandeses conseguiram provar que com força e vontade tudo se consegue e até foram eles mesmos a ter as únicas oportunidades de perigo real para a baliza galesa. 

Hennessey disse que não ao golo de Ward ainda na primeira parte | Foto: Facebook UEFA euro 2016
Hennessey disse que não ao golo de Ward ainda na primeira parte | Foto: Facebook UEFA euro 2016

Ward e Dallas obrigaram Hennessey a brilhar por duas vezes e a dizer que não ao golo dos vizinhos do Reino Unido. Já o País de Gales ia insistindo, mas a verdade é que a equipa parecia colocar-se às costas de Bale e resultados concretos era coisa que não aparecia. 

Brexit : Bale out, McAuley in

Era esperado que na segunda metade do tempo regulamentar, o País de Gales se enchesse de força e segurança, pressionasse mais e estivesse muito perto de fazer o golo, mas a realidade foi outra. 

Aos 53' apareceu a oportunidade de golo para os galeses, mas a verdade é que apesar do susto que Vokes provocou de cabeça em nada modificou o estilo de jogo irlandês. 

O tempo foi passando e apesar da insistência dos galeses em passar o meio-campo, a equipa contrária mostrou-se capaz de fazer parar os grandes tanques do ataque galês. 

Já no último quarto de hora e quando todos achavam que tudo se ia decidir no prolongamento eis que Gareth Bale entra pela esquerda e com a ajuda do central irlandês McAuley fez o único golo da partida

McAuley foi o principal "culpado" da passagem galesa | Foto: Facebook UEFA euro 2016
McAuley foi o principal "culpado" da passagem galesa | Foto: Facebook UEFA euro 2016

Azar de uns, sorte de outros. Até ao final do encontro a Irlanda ainda tentou reverter o resultado, mas já nada se podia fazer. O golo estava mesmo feito e se o País de Gales passou aos quartos de final deve-o à importante ajuda de McAuley que esteve lá quando a equipa mais precisou. 

Futebol Internacional