Bélgica a caminho dos quartos: belgas demolidores arrasam Hungria

A Bélgica garantiu o passaporte para os quartos de final do Euro. Os artistas belgas despacharam a Hungria com 4 tiros sem resposta, seguindo-se agora o País de Gales no caminho de Hazard e companhia.

Bélgica a caminho dos quartos: belgas demolidores arrasam Hungria
A Bélgica celebrou esta noite a passagem aos quartos de final // Foto: Facebook Oficial do UEFA Euro 2016

A Bélgica assumiu o favoritismo e cilindrou a Hungria por 4 bolas a zero, em duelo a contar para os oitavos de final do Europeu. Os húngaros beberam do veneno que serviram a Portugal e apresentaram uma ineficácia que acabou por ser fatal. Os belgas deram mais uma lição de futebol bem praticado, beneficiando de uma geração verdadeiramente temível. Os golos de Alderweireld, Batshuayi, Hazard e Carrasco coloriram o score mais dilatado do Euro até agora, colocando a Bélgica na linha da frente para conquistar o Euro. Os quartos de final já estão no horizonte e o País de Gales de Bale promete fazer frente à mega Bélgica de Hazard.

Bélgica de luxo vinga Portugal

A Bélgica chegou aos oitavos de final como sendo uma das equipas que melhor futebol praticou, e teve pela frente a surpreendente Hungria que travou Portugal no grupo F do Euro. Os belgas assumiram naturalmente o controlo das operações e na primeira parte limitaram-se a controlar a magra vantagem alcançada ao minuto 10, por intermédio de Alderweireld. A Hungria em desvantagem no marcador não subiu as linhas, mantendo uma postura cautelosa à espreita de contra ataques. A Bélgica comandada no miolo por Witsel e De Bruyne permitiram ao jogo belga fluir, mas faltou ainda assim maior intensidade ofensiva nos últimos 30 metros por forma a tentar chegar ao segundo tento. De bola parada, Lukaku esbarrou na trave, verificando-se 1-0 até ao intervalo.

No segundo tempo a Hungria entrou verdadeiramente em campo, apostando estrategicamente num jogo mais ofensivo e audaz. A Bélgica viria a resolver o duelo perto do fim, mas foi logo a abrir que Hazard rematou forte para defesa formidável do guardião hungaro. Ao minuto 53 a Hungria falhou o empate por centímetros, dando início a uma série de ocasiões falhadas. Pouco depois a Hungria voltou a criar perigo, mas Pintér teve pela frente um super Courtois que defendeu de forma notável. A qualidade belga acabou por prevalecer e Batshuayi saltou do banco para fazer o gosto ao pé ao minuto 77.

Com o jogo resolvido, Hazard resolveu desenhar um lance genial, concluindo a jogada com um remate cruzado e colocado que só parou no fundo das redes. Antes dos 90 Carrasco não podia deixar de castigar os húngaros, estabelecendo o resultado final em 4-0. A Bélgica venceu justamente e mostrou uma vez mais que tem um lote de titulares e suplentes que podem resolver qualquer jogo frente a qualquer equipa. Nos quartos de final os belgas irão defrontar o País de Gales, aguardando-se um embate apaixonante com um duelo individual que abre o apetite para os quartos, um incrível Bale - Hazard.

Futebol Internacional