Astana: 7310Km, frio e sintético aguardam Sporting

O Astana do Cazaquistão, foi o adversário que saiu em sorte ao Sporting, nos 16 avos da Liga Europa. Uma viagem longa, neve e um relvado sintético, são algumas das dificuldades, que os leões vão enfrentar.

Astana: 7310Km, frio e sintético aguardam Sporting
Astana: 7310Km, frio e sintético aguardam Sporting

Em termos desportivos o sorteio da Liga Europa dificilmente poderia ter sido mais favorável ao Sporting. O Astana é uma equipa sem pergaminhos europeus, com a maioria dos seus jogadores totalmente desconhecidos, por isso um adversário com que todos os clubes esperariam jogar.

Já no plano logístico o cenário é o oposto. Para os leões, era impossível ir mais longe. Astana, capital do Cazaquistão um país transcontinental, situado na Ásia Central.  Ao todo são 7310Km, que separam este país de Lisboa, numa viagem de avião que durará pelo menos oito horas.

De resto, um cenário inaugurado pelo Benfica em 2015, quando defrontou o Astana então para a Liga dos Campeões. Para além da distância, o Sporting vai enfrentar um inverno rigoroso, quando jogar a 1ª mão a 15 de Fevereiro, onde as temperaturas irão rondar entre os -10º e -20º graus negativos.

Para finalizar o quadro, o relvado dos cazaques é sintético, sendo que a cobertura do estádio pode ser completamente fechada, tendo capacidade para 30 mil espectadores.

Com um plantel formado na sua maioria por jogadores locais, é do continente africano que chegam as duas maiores ameaças ao Sporting. Os avançados Patrick Twumasi do Gana com 22 golos e Junior Kabananga do Congo, com 26 golos marcados nesta temporada. Dois jogadores evoluídos tecnicamente, e que fazem da velocidade a sua principal arma.

Kabananga e Twumasi somam juntos 48 golos

O Astana é orientado por Stanimir Stoilov, o búlgaro que enquanto jogador marcou ao Sporting. Na noite de 18 de Setembro de 1995, os leões defrontaram o Campomaiorense para o campeonato, quando ao minuto 8' o agora técnico dos cazaques inaugurou o marcador em pleno Estádio de Alvalade. Um golo que viria a ser de honra, já que os leões acabariam por vencer com uma goleada, 7-1.

Fundado em 2009, o Astana teve uma ascensão meteórica no futebol do Cazaquistão, tendo conquistado à pouco mais de um mês o seu quarto título consecutivo de campeão nacional. Soma ainda três taças e duas Supertaças.

Para chegar aos 16 avos da Liga Europa, o conjunto asiático ficou em segundo lugar do grupo A, atrás do Villarreal. Somou dez pontos, fruto de três vitórias, um empate e duas derrotas.

Marcou dez golos e sofreu sete, com o mérito de ter garantido o apuramento na última jornada, ao vencer fora o Slávia Praga do português Danny por 0-1, ultrapassando assim os checos na tabela classificativa.