Leão perde na Alemanha mas ainda sonha

O Sporting foi a Dortmund perder com o Borussia por 1-0, em partida da 4ª jornada do Grupo F da Liga dos Campeões. Um golo solitário de Adrián Ramos pouco antes do primeiro quarto-de-hora fez o resultado final. Com este resultado os germânicos garantem a qualificação para a fase seguinte. Já o Sporting vê as suas hipóteses reduzidas…mas não terminadas.

Leão perde na Alemanha mas ainda sonha

Revolução e eficácia

Muitos foram aqueles que se surpreenderam ao olhar para o onze inicial escalado por Jorge Jesus. No acto raro na carreira do técnico português, Jesus alterou por completo o esquema tático dos leões, fazendo alinhar Paulo Oliveira como terceiro central, ao lado de Coates e Semedo, projectando os laterais Marvin e Schelotto nos corredores. No miolo, Bruno César fez companhia a William, enquanto que Castaignos foi lançado no ataque.

Castaignos foi uma das surpresas no onze inicial
Castaignos foi uma das surpresas no onze inicial

A ideia de Jesus era clara, maior solidez na rectaguarda, e procura de exploração dos corredores, contrariando o jogo mais afunilado do Borussia.

A partida começou numa toada morna, jogada muito a meio-campo e sem qualquer tipo de iniciativa ofensiva de realce de qualquer uma das formações. Todavia, e na primeira ocasião, os de Dortmund revelaram tremenda eficácia. Doze minutos de jogo e um belo cruzamento de Ginter na direita, o colombiano Adrián Ramos a ganhar de cabeça a Paulo Oliveira e a inaugurar o marcador.

Ramos ganha nas alturas e faz o golo (Foto: Reuters)
Ramos ganha nas alturas e faz o golo (Foto: Reuters)

Ao contrário do que se passara em Alvalade, o Sporting não acusou de sobremaneira o golo sofrido; por volta da meia-hora, Gelson Martins esteve perto do golo em duas ocasiões consecutivas, mas Burki primeiro, e Bartra depois, impediram que o extremo fosse bem-sucedido. A tais lances respondeu o Borussia com Pulisic a rematar à barra depois de uma boa jogada de ataque dos germânicos.

A primeira parte não terminaria sem que os alemães voltassem a ameaçar, desta vez foi Raphael Guerreiro, solto na esquerda, a atirar às malhas laterais de Patrício.

Rapahel Guerreiro esteve perto do golo
Rapahel Guerreiro esteve perto do golo

O regresso do capitão

Ao intervalo, Jorge Jesus fez entrar Bas Dost para o lugar de Castaignos. O Sporting entrou bem no segundo tempo, ameaçando logo cedo com um bom remate de Gelson que Burki defendeu com dificuldade. À passagem do quarto-de-hora deu-se o regresso de Adrien Silva; o capitão leonino estava ausente desde que saiu magoado da partida em Guimarães.

Adrien regresso depois de algum tempode ausência
Adrien regresso depois de algum tempode ausência

Com o 23 em campo, o Sporting mostrou automaticamente maior organização e acutilância, mas raramente criando verdadeiras situações de perigo. À entrada do último quarto-de-hora foi Rui Patrício que, com uma grande defesa ao remate de Schurrle, evitou novo golo dos da casa. Na resposta o Sporting esteve perto do golo; cruzamento na direita de Schelotto e o cabeceamento de Bryan Ruiz a sair poucos milímetros acima da barra.

Bryan Ruiz esteve perto do golo (Foto: Reuters)
Bryan Ruiz esteve perto do golo (Foto: Reuters)

Até final a situação não mais se alterou, e o Sporting acabou por somar nova derrota diante do Borussia Dortmund. Com este resultado os germânicos já estão na fase seguinte da Liga dos Campeões. Já o Sporting, e devido ao surpreendente empate do Real Madrid diante do Legia Varsóvia, pode ainda sonhar com a qualificação; para tal os leões terão de, obrigatoriamente, vencer o campeão europeu na próxima jornada.