Ruben Semedo: problemas com a justiça espanhola

O jogador português é acusado novamente de agressão e posse de arma ilegal.

Ruben Semedo: problemas com a justiça espanhola
Fonte: gettyimages

Ruben Semedo, atual jogador do Villarreal, não compareceu no treino desta segunda feira, devido a uma detenção por parte das autoridades espanholas. Consta que o jogador acusado terá agredido, sequestrado e tentado roubar um homem, do qual terá apontado uma arma. O crime contou com a participação do seu primo e um amigo.

Segundo as declarações do jornal espanhol “Las Provincias”, a vítima terá sido levada para a urbanização do futebolista, em Bétera. Após prendê-lo com uma corda, numa sala no interior da casa, retiram as chaves de casa da vítima e roubaram o seu apartamento. A queixa foi apresentada a 12 de Fevereiro.

O Villarreal CF anunciou esta manhã que está aberto um processo para investigar os factos ocorridos. O sexto classificado da liga espanhola garante que tomará as medidas disciplinares necessárias.

O comportamento violento que o ex-jogador do Sporting adota fora do relvado pode comprometer o seu futuro. Recordamos que o atleta chegou ao clube espanhol no mercado de verão e apenas jogou cinco jogos com a camisola amarela, num total de 321 minutos.

O jogador de 23 anos é reincidente neste tipo de crime pela terceira vez. Em Outubro do ano passado terá sido acusado de agressão, quando à saída de uma discoteca em Valência, entrou em desentendimento com um rapaz e acabou por agredir o jovem com uma garrafa de vidro. Posterior a isto, em Novembro, Ruben voltou a acumular outra queixa. Desta vez com um empregado de um estabelecimento noturno. Semedo recusou-se a deixar o clube no horário de encerramento, depois de ter sido solicitado a abandonar as instalações. Então, esperou que o funcionário saísse do seu local de trabalho e apontou-lhe uma arma ao pescoço apenas como ameaça. Em três meses já é alvo de três casos policiais.

Ruben Semedo aguarda em prisão e será ouvido pela justiça espanhola esta quarta ou quinta feira. Enfrenta acusações de agressão, roubo, posse de arma ilegal e suposto sequestro.