Ben Yedder gelou Old Trafford e United está fora da Liga dos Campeões

O Sevilha foi a Inglaterra vencer o Manchester United (2-1) num jogo onde Ben Yedder foi a estrela da noite, colocando os "red devils" de fora da Liga dos Campeões

Ben Yedder gelou Old Trafford e United está fora da Liga dos Campeões
Ben Yedder foi o herói da noite ao assinar os dois golos do Sevilha

  Old Trafford foi o palco de um dos jogos mais esperados desta terça-feira de Liga dos Campeões, com o Manchester United a disputar com o Sevilha um lugar nos quartos de final da competição. 

  A equipa orientada por José Mourinho, entrou em campo numa espécie de 4-5-1, com o técnico português a lançar para o onze inicial Marouane Fellaini para jogar perto de Matic, relegando assim Pogba para o banco de suplentes. Em relação ao jogo da primeira mão, o ex-central do Benfica, Victor Lindelöf foi substituído pelo francês Eric Bailly. Lingard e Rashford foram também escolhidos para o onze inicial, ao contrário do que aconteceu no encontro disputado em Espanha há três semanas, apresentando assim um onze bastante mais ofensivo.

  Na formação da equipa espanhola, liderada por Vincenzo Montella, Jesus Navas ficou de fora por lesão abrindo assim espaço à titularidade de Simon Kjær no eixo da defesa, forçando a adaptação de Mercado a lateral direito. Em relação ao jogo disputado em casa, o Sevilha não apresentou mais nenhuma alteração, sendo que a frente de ataque continuou a pertencer a Muriel, um dos jogadores que mais perigo causou junto da baliza dos ingleses no primeiro encontro.

  Com Rashford a começar na direita e Lingard no lado esquerdo, o primeiro sinal de perigo do United surgiu logo no primeiro minuto. Lukaku segurou a bola entre os defesas do Sevilha e ganhou no duelo físico, combinou com Lingard e à entrada da área rematou com força mas por cima da baliza da formação espanhola. 

  Os ingleses voltaram a causar perigo, novamente por Lukaku que depois de um novo cruzamento de Lingard, só não inagurou o marcador aos 4 minutos graças a um grande corte do francês Lenglet

  A resposta do Sevilha surgiu de bola parada, num pontapé de canto. Correa cabeceçou a rasar a barra da baliza de De Gea aos 9 minutos. A turma espanhola foi ganhando confiança e aproveitou alguma falta de agressividade da equipa de Mourinho para ir levando alguns remates perigosos junto da baliza da equipa da casa. O avançado colombiano, Muriel, ia tendo um papel importante no jogo ofensivo dos espanhóis, ao segurar bem a bola de costas para a baliza para procurar os colegas mais ofensivos do meio campo sevilhano. 

  O Manchester ia procurando um jogo mais direto com a bola a ser bombeada várias vezes para o poderoso avançado belga, juntando-se a ele várias vezes Fellaini que depois de receberem a bola tentavam lançar a velocidade de Rashford ou de Alexis Sánchez. 

  Aos 27 minutos, surgiu mais um lance perigoso para a turma de Mourinho, depois de mais uma perda de bola a meio campo, numa má combinação de passes da equipa inglesa. O Sevilha aproveitou e com facilidade levou a bola para o ataque, fazendo com que Muriel recebesse um bom passe de Sarabia. O avançado acabou por rematar ao lado com a bola a passar ao lado do poste esquerdo do guardião da seleção espanhola. 

  A melhor oportunidade para os red devils surgiu ao minuto 38 depois de Fellaini ter recuperado a bola na primeira zona de construção do Sevilha. O centrocampista belga aproveitou a perda de bola em zona proibida da equipa espanhola e tabelou com Sánchez, acabando por ficar na cara de Sergio Rico. No entanto, o guarda redes espanhol opôs-se com classe ao remate do médio e acabou por defender a bola para pontapé de canto. 

  O jogo chegou ao intervalo com um nulo no marcador, um resultado que acabava por se aceitar, depois de 45 minutos onde as duas equipas não produziram muito a nível ofensivo. O Manchester United entrou melhor no jogo mas acabou por ir "perdendo gás", o que permitiu ao Sevilha pegar no jogo e responder à boa entrada da equipa inglesa. Tal como o jogo, a eliminatória continuava empatada sem golos

  A segunda parte começou com o Sevilha novamente a criar perigo depois de um bom movimento atacante, com Muriel a arrastar Smalling deixando Correa sozinho na área do United. O médio argentino depois de receber um bom passe de Sarabia, já certamente imaginava o festejo do golo quando surgiu o corte fundamental e decisivo de Bailly, evitando assim aquele que seria o primeiro golo da noite. 

  Aos 51 minutos, depois de uma jogada de insistência de Lukaku, este cruzou para Lingard que rematou rasteiro junto ao poste mais longe de Rico que mesmo assim ainda conseguiu tocar na bola com a ponta da luva. O guardião espanhol voltou a fazer uma grande defesa e negou o golo ao internacional inglês. 

  O jogo ia decorrendo a um ritmo mais intenso e rápido, com as duas equipas agora mais preocupadas em atacar, e aos 56 minutos, Sarabia cruzou para a área do United onde apareceu Muriel que acabou por finalizar mal perante a pressão dos centrais da equipa inglesa. 

   O último remate de Fellaini surgiu aos 58 minutos e passou muito distante da baliza do Sevilha, sendo que o médio belga foi substituído em seguida por Paul Pogba

  O Sevilha continuava confortável no jogo e o público inglês começava a ficar impaciente com a fraca produção ofensiva dos red devils, sobretudo depois de uma grande arrancada na esquerda de Rashford aos 69 minutos. O inglês cruzou para a área onde só estava Lukaku, o que permitiu o corte fácil da defesa da formação espanhola. Aos 71 minutos, Pogba tentou de longe com um remate forte e em jeito com a bola a passar perto do poste de Sergio Rico. 

  O treinador italiano decidiu tirar Muriel aos 72 minutos e do banco veio o jogador que gelou Old Trafford: Wissam Ben Yedder

  O francês de 27 anos entrou e dois minutos depois estava a festejar o primeiro golo da partida. Depois de uma recuperação de bola do Sevilha ainda no meio campo do Manchester United, Vázquez recebeu a bola sozinho e colocou-a no avançado recém entrado que depois de a desviar de Bailly, rematou forte e rasteiro para o fundo da baliza de De Gea. Estava feito o primeiro da noite, o Sevilha estava na frente da eliminatória!

  Mas o Sevilha queria mais, e quatro minutos depois voltou a aparecer o herói da noite para os espanhóis. Depois de um pontapé de canto, Correa desviou de cabeça na área do United e Ben Yedder ao segundo poste, aproveitou a escorregadela de Ashley Young para encostar de cabeça para o segundo da noite em Inglaterra. De Gea ainda tentou evitar o golo com uma defesa atabalhoada mas a bola acabou mesmo por passar a linha de golo. A equipa espanhola estava na frente com dois golos, obrigando o United a precisar de marcar três golos para ficar em vantagem. 

  Imediatamente a seguir ao golo, Smalling na cara de Sergio Rico desviou a bola muito por cima da baliza do espanhol e desperdiçou a oportunidade dos red devils para reduzir a desvantagem. 

  Aos 81 minutos, voltou a aparecer Ben Yedder, que com classe tirou Bailly do caminho e rematou para uma grande defesa de De Gea. 

  Depois de aos 82 minutos ter falhado o golo de forma quase escandalosa, Lukaku acabou mesmo por marcar, desta vez aos 84 minutos na sequência de um pontapé de canto. O belga aproveitou a desatenção da defesa do Sevilha e mesmo a ser agarrado, conseguiu o desvio para o fundo da baliza de Rico com um forte remate, reduzindo assim a diferença no resultado. 

  No minuto 86, Martial levou os adpetos do red devils ao desespero depois de mais uma grande arrancada de Lukaku que acabou por isolar o francês. No frente a frente com o guarda redes do Sevilha, o camisola 11 da equipa inglesa preferiu fazer um passe atrasado para a área, onde não apareceu ninguém do United para fazer o desvio. A defesa da formação espanhola acabou por limpar o perigo e a equipa da casa não voltaria a causar perigo junto da área da equipa visitante. 

  Ben Yedder teve ainda uma oportunidade flagrante para completar um hat-trick, quando aos 91 minutos apareceu completamente isolado frente a De Gea, mas desta vez o espanhol levou a melhor sobre o francês e evitou o terceiro da noite para o Sevilha e para o avançado. 

  O jogo chegou ao fim com 1-2 no marcador de Old Trafford e com o United a cair aos pés do Sevilha, seguindo a equipa espanhola para os quartos de final da liga milionária, depois uma noite de sonho de Ben Yedder ao fazer os dois golos da formação de Andaluzia que colocaram a turma de Mourinho fora da prova.