"Ficou o amargo em Madrid"

O Sporting ainda ganhou o jogo por 1-0 em casa, mas não foi suficiente para passar para a fase seguinte da competição, uma vez que o Atlético em Madrid marcou 2 golos, ficando a eliminatória por 2-1, para a equipa espanhola.

"Ficou o amargo em Madrid"
"Ficou o amargo em Madrid"

 O técnico leonino comenta que houve faltas para a sua equipa, nomeadamente, "faltou o 2º golo que Montero podia ter marcado e passávamos a eliminatória", mais ainda deixou o elogio ao avançado colombiano que jogou no lugar do holandês Bas Dost, pois para Jorge Jesus, "esteve muito bem no jogo". No entanto, admite que se tivesse jogado da mesma forma na capital espanhola, o resultado poderia ter sido outro, "fica o amargo em Madrid porque lá hesitei e se tivéssemos jogado assim não tinha acontecido o que aconteceu"

Apesar da vitória, a equipa portuguesa não passou às meias-finais e Jesus relembra ainda os jogadores que não puderam jogar e que poderiam ter contribuído mais para a passagem, "tínhamos o William, o Piccini e o Fábio de fora, mas agora queremos recuperar os jogadores para o jogo no Restelo", pensando no jogo para o campeonato português contra o Belenenses. Ainda a elogiar a equipa, o treinador do Sporting desabafa que "a UEFA decidiu nomear o Battaglia o homem do jogo, mas para mim foi Acuna".

Por fim não deixa esquecer o adversário que o eliminou, pois "quem estava do lado de lá era o Atlético com dois bons pontas de lança: um titular da seleção espanhola e outro da francesa", admirando ainda Diego Simeone, "ele (Simeone) revolucionou o Atlético porque chegou lá a jogar para o 4º, 5º lugar e a partir daí conseguiu fazer uma boa equipa e pô-la ao nível do Real Madrid e do Barcelona".