"Duas grandes equipas que quiseram ganhar"

O Sporting deu a volta ao resultado nas grandes penalidades e venceu o FC Porto no jogo em que estava em causa um lugar na final da taça de Portugal.

"Duas grandes equipas que quiseram ganhar"
"Duas grandes equipas que quiseram ganhar"

Jorge Jesus fez o rescaldo do jogo e afirmou que ambas as equipas quiseram ganhar o jogo, mas que a sua equipa quis mais um pouco, uma vez que "na primeira parte (o Porto) quis ganhar algum tempo, coisas que quem procura defender um resultado faz".

O técnico deixou ainda largos elogios aos seus jogadores e aos adeptos do Sporting. Este admitiu que "eles merecem estar no Jamor porque o Jamor é uma festa. Eles são dignos de ir à final devido ao esforço que têm feito porque a equipa tem uma alma e coração grande e quer vencer títulos". Já os adeptos é um dos segredos para este bom resultado, uma vez que "ajudam a ir buscar forças onde já não as temos".


O técnico leonino relembra que avisou os seus jogadores sobre a importância de marcar primeiro e tentar levar o jogo a prolongamento, "os jogadores foram muito inteligentes. Disse-lhes que era importante marcar primeiro porque estávamos confiantes no prolongamento e nas grandes penalidades, pois dizem que estes são a lotaria, mas para mim é treino. Depois pode-se ter mais ou menos sorte, mas isso é como durante o jogo", admitiu.
Quanto ao adversário que vão defrontar na final do dia 20 de maio, o Aves, Jesus não assume nenhum favoritismo porque "na final não há favoritos. Qualquer equipa que vá à final é favorita". 


A final da taça é uma festa e um espetáculo, o que leva a que Jorge Jesus tenha um carinho muito especial, pois foi habituado a ir ver as finais ao Jamor e o espetáculo antes do jogo é "uma jornada bonita para as famílias se juntarem".