FC Porto: Raio-X ao quarteto defensivo

Veja em detalhe o desempenho de cada elemento da defesa portista na Liga NOS 2015/16.

FC Porto: Raio-X ao quarteto defensivo
A defesa portista detém o maior número de jogos seguidos sem perder, este campeonato.

Em semana de clássico entre Benfica e FC Porto, olhamos em detalhe para o desempenho da defesa que permitiu que os dragões tivessem o maior número de jogos seguidos sem perder, até agora, nesta edição do campeonato - foram 14 as partidas em que os azuis-e-brancos se mantiveram invencíveis.

A análise que segue, não existindo indicação em contrário, baseia-se em dados apenas relativos ao campeonato nacional.

Maxi Pereira - experiência não evita amarelos

De regresso ao Estádio da Luz, o defesa-direito já participou em 19 jogos na Liga, esta época, tendo alinhado como titular em todas as partidas. Num total de 1710 minutos disputados, o uruguaio esteve em campo em 12 dos 14 golos sofridos, contabilizando 3 empates e 2 derrotas quando jogou, até ao momento. 

Sendo um jogador tipicamente faltoso, aos 31 anos, Maxi ainda não foi expulso, esta época, porém, não alia à experiência um decréscimo no número de cartões recebidos: com 9 amarelos, é, a par de outros três jogadores, o terceiro atleta mais sancionado com este cartão na liga, atrás de Wakaso [Rio Ave] e Lucas Souza [Tondela], que contam com 10 cartões cada.

Por fim, fica ainda uma nota para o facto do lateral não primar pela sua veia goleadora (o seu melhor registo no Benfica foi de 5 golos, na época passada), não tendo ainda conseguido fazer balançar as redes adversárias uma única vez, esta época - um facto extendível às restantes competições. 

Maicon - já igualou o melhor registo de golos

Este ano, o central portista de 27 anos e 1,91 metros - recentemente envolvido em polémica, na sequência do jogo em casa contra o Arouca - já jogou 14 partidas do campeonato (11 delas como titular), sendo que, nesses encontros, o FC Porto obteve 2 empates, 2 derrotas e 11 golos sofridos.

No que respeita às estatísticas individuais, em 990 minutos na Liga, o brasileiro já marcou 2 golos e levou 3 cartões amarelos. É pertinente, contudo, referir que no total de todas as competições, Maicon já leva 3 golos, pelo que já igualou o melhor registo pessoal de golos, de 2010/11 e 2011/12.

José Ángel - um jogo, uma derrota

Existe pouco a dizer acerca do desempenho do central espanhol de 26 anos e 1,82 metros, na liga portuguesa. Esta época, apenas actuou pelo FC Porto no recente desaire caseiro, frente ao Arouca, por 1-2. No total, 90 minutos disputados, sem cartões, nem golos.

Neste caso, mesmo extendendo a análise às restantes provas para que se possa interpretar de forma mais cabal o seu desempenho, as estatísticas não se revelam significativamente mais animadoras. Num total de 7 jogos disputados - que se traduzem em 560 minutos, já que num deles foi suplente utilizado -, José participou em 3 vitórias e 4 derrotas, sendo que, contabilizando apenas esses jogos, a diferença de golos é nula - 8 marcados e 8 sofridos. A nível individual, continua sem ter sido sancionado com qualquer cartão e sem marcar golos.

Bruno Martins Indi - 15 jogos na liga, 15 vezes titular

Central esquerdino, com apenas 24 anos e 1,81 metros, esta época, Martins Indi já participou em 15 jogos na liga portuguesa, contando com 2 empates e 3 derrotas.

Nos jogos em que alinhou pelos azuis e brancos, o holandês foi sempre titular e completou todos os jogos, num total de 1350 minutos em campo, com 3 amarelos, com 10 golos sofridos e sem golos marcados (é importante referir que, considerando todas as competições, não marca pelo clube há 24 jogos).

Iván Marcano - 17 jogos, apenas 1 derrota

Central esquerdino de 28 anos e com 1,89 metros, Iván jogou e foi titular em 17 jogos da Liga NOS 2015/16, tendo empatado 4 e perdido 1. Com apenas 8 golos sofridos nessas partidas, Marcano viu, ainda, 5 cartões amarelos e faturou por 2 vezes, sendo que, esta temporada, apenas marcou na liga. 

Miguel Layún - o líder das assistências

Emprestado ao FC Porto pelo Watford, o defesa-esquerdo já leva 18 jogos na liga, com 3 empates e 3 derrotas. O mexicano foi sempre titular e disputou 1575 minutos no total, tendo levado 3 cartões amarelos, sofrido 13 golos e marcado 2 com a camisola portista - um deles de penalty.

Trata-se do jogador com mais assistências nesta edição do campeonato português (13), o que, contabilizando os dois golos marcados, faz dele o terceiro jogador mais participativo em lances de golo (marcando ou assistindo), apenas atrás de Jonas [Benfica] e Slimani [Sporting], que ocupam, respectivamente, o primeiro e o segundo lugar.

Em termos globais, a defesa portista segue, a par de Sporting, Benfica e Braga, com o menor número de golos sofridos da liga - apenas 14. 

Acompanhe o clássico desta sexta-feira aqui, em Vavel Portugal

Futebol Português