Teremos um novo FC Porto para o resto da época?

A vitória no Estádio da Luz valeu muito mais que três pontos. Dá aos azuis e brancos novo ânimo, ganhou "reforços" e a certeza que, ao contrário do que se apontava, é uma equipa para grandes jogos e, quem sabe, grandes conquistas.

Teremos um novo FC Porto para o resto da época?
Teremos um novo FC Porto para o resto da época?

Para qualquer adepto de futebol, nada dá mais 'gozo' que vencer o rival, principalmente em casa do mesmo. Para qualquer jogador ou membro da equipa técnica, nada é mais moralizador que isso. Arrancar três pontos no Estádio da Luz e assumir que não está afastado da luta pelo título pode ser o incremento de confiança que faltava à equipa orientada por José Peseiro, que terá novo duro teste frente ao Borussia de Dortmund.

União mais forte e confiança na capacidades

A vitória perante o Benfica, na Luz, é o tipo de vitória que agarra um balneário. Os jogadores acreditam que são capazes de vencer grandes jogos, acreditam que o título não está perdido e ganham ímpeto para enfrentar o resto da temporada. Em caso de derrota, o título estava 'arrumado' e a eliminatória perante o Dortmund ia ser um alvo de dedos apontados, à espera que a equipa caísse. Neste momento, o psicológico da equipa azul e branca está em alta. Acreditam que são capazes de bater Reus, Gundogan ou Aubameyang como bateram Pizzi, Gaitán ou Jonas.

José Peseiro festeja com jogadores.

 Também a relação entre José Peseiro e os jogadores sai reforçada. Os jogadores sabem que contam com um treinador experiente e com sabedoria de bola. Não tem medo de arriscar (lançou Chedozie, de 19 anos, no Clássico) e prepara bem a sua equipa tanto de forma tática como mental. Para o treinador, a certeza que conta com jogadores de elevada qualidade. Casillas na baliza, Layún como projetor de ataque, Danilo a estancar o meio-campo para Herrera ou André André produzirem. Brahimi e Corona 'partem tudo' nas extremas para o 'matador' Aboubakar faturar. O rico plantel portista, unido, tem capacidade suficiente para responder às ambições do Clube

Novos "reforços"

Central nigeriano estreou-se na Luz.

Chidozie, defesa-central nigeriano, de apenas 19 anos, foi lançado 'às feras' por José Peseiro, para o embate da Luz. O jovem era praticamente desconhecido da grande maioria e, face à lesão de Marcano, fez dupla de centrais com Martins Indi. O jovem, que havia disputado 23 jogos na II Liga, pela equipa B dos portistas, não acusou qualquer pressão e realizou uma sólida exibição. Com a saída de Maicon e a lesão de Marcano, o jovem vai assumir papel relevante na estrutura defensiva dos azuis e brancos. A titularidade nos próximos jogos, aliada às boas exibições, poderão marcar nova dupla de centrais fixos no FC Porto.

Casillas foi herói no Clássico.

Iker Casillas. O nome, obviamente, não é estranho para ninguém. Durante a última década, foi apontado várias vezes como o melhor do Mundo na sua posição. Desde a chegada ao Dragão, o espanhol não tinha convencido, juntando mesmo alguns erros comprometedores pelo meio. No jogo da Luz? Insuperável! Uma mão cheia de extraordinárias defesas, a lembrar os seus tempos áureos, mantiveram o FC Porto na luta pelos três pontos, acabando por os conseguir. Casillas tem qualidade futebolísticacapacidade de influência e experiência que podem vir a ser vitais para os 'dragões'. 

O que falta da temporada

Os azuis e brancos correm ainda por três frentes: campeonato, Taça de Portugal e Liga Europa. Na I Liga, a questão é um pouco mais complicada: distância de seis pontos para o líder Sporting e de três para o Benfica, segundo classificado. Não dependendo deles próprios, os homens da Invicta só podem vencer os jogos que faltam e esperar que os mais diretos adversários tropecem.

Na Taça de Portugal, o FC Porto está praticamente no Jamor, depois de vencer, na primeira-mão da meia-final, o Gil Vicente, por 0-3. Na Liga Europa enfrentará, já na próxima quinta-feira, a forte equipa do Borussia de Dortmund, que conta na sua equipa com jogadores como Hummels, Gundogan, Kagawa, Mkhitaryan, Reus ou o goleador Aubameyang. Embora não se tratando de uma eliminatória fácil, a verdade é que a estrutura e jogadores esperam ir longe na competição. Para isso, terão que se agigantar perante qualquer oponente, num leque de equipas muito interessantes na fase a eliminar da competição europeia.

Futebol Português