Especial Final da Temporada : As grandes goleadas

Com a temporada prestes a terminar, olhamos mais profundamente para o ano do Sporting. Sendo um dos melhores ataques do campeonato, olhemos para as principais goleadas que os leões infligiram aos adversários em 2015/2016.

Especial Final da Temporada : As grandes goleadas
Especial Final da Temporada : As grandes goleadas

Sporting 5-1 Vitória de Guimarães

Jogava-se a sétima jornada e o Sporting recebia um Vitória perto da zona de despromoção e com um novo treinador, Sérgio Conceição. Apesar disso, o novo técnico não teve a melhor estreia. Logo aos doze minutos, Islam Slimani abriu o marcador de cabeça; alguns minutos depois, um erro da defensiva vimaranense abriu caminho a novo golo leonino, desta vez por Téo Gutierrez. Ao intervalo o Sporting vencia com tranquilidade.

Na segunda parte os leões não tiraram o pé do acelerador e aumentaram a vantagem; aos 58 minutos Slimani bisou, novamente de cabeça. Dois minutos depois foi Adrien Silva, de fora da área a fazer o quarto. Finalmente aos 78, Slimani fez o hat-trick facilmente, após cruzamento da direita. O resultado só ficou fechado aos 82 minutos, quando Josué Sá fez o tento de honra dos vimaranenses.

Vitória de Setúbal 0-6 Sporting

Na 16ª jornada os leões visitaram o Vitória de Setúbal. Depois do triunfo caseiro diante do FC Porto, que deu ao Sporting a liderança isolada da liga, a equipa de Alvalade deu continuidade à boa forma, conseguindo no Bonfim a maior goleada da temporada. Como não poderia deixar de ser, foi Slimani quem abriu o activo, novamente de cabeça, aos 18 minutos, depois de um cruzamento da direita. O segundo da partida pertenceu ao estrante Bruno César que, como é seu estilo, rematou forte para um grande golo.

Tal como acontecera diante do Vitória de Guimarães, os comandados de Jorge Jesus aumentaram a marcha do marcador na segunda parte. Em oito minutos os leões marcaram três golos (!). Slimani bisou à passagem do minuto 52, João Mário fez o gosto ao pé com um belo remate de fora da área aos 58, e Bruno César voltou a marcar, com novo remate forte, aos 60 minutos. Com o jogo totalmente controlado, o Sporting fechou a contagem aos 85 minutos, por intermédio de Alberto Aquilani.

Sporting 5-0 Vitória de Setúbal

Infelizmente para os sadinos, o Vitória de Setúbal foi a equipa que mais sofreu às mãos do Sporting. Depois da goleada no Bonfim, os setubalenses foram a Alvalade e voltaram a sofrer uma pesada derrota. Tal ocorreu precisamente na ronda do último fim-de-semana. Ao contrário dos outros dois jogos, a veia goleadora não pulsou em Islam Slimani; assim, o marcador foi inaugurado aos 25 minutos através de Gelson Martins, numa finalização de grande classe. Ainda antes do intervalo foi a vez de Téo picar o ponto com um remate forte já dentro da área sadina.

No segundo tempo Gelson voltou a fazer das suas, marcando aos 55 minutos, após assistência de Adrien. Finalmente, foi a vez de Bryan Ruiz entrar para a lista dos marcadores; primeiro aos 71 minutos, após lance estudado, e já em período de compensação na conversão de um livre directo.

Estes são apenas alguns exemplos de uma época muito produtiva para os lados de Alvalade no que a golos diz respeito. Há mais de vinte anos que não se via um leão tão concretizador.

Futebol Português