Duelo inédito no Clássico: Rui Patrício vs Iker Casillas, 2 guardiões campeões europeus

O Clássico de Alvalade terá entre os postes dois guardiões incríveis, num confronto inédito entra guarda-redes campeões europeus. As luvas do Sporting x Porto serão valiosas, e resta saber quem irá impedir mais golos neste duelo ibérico que eleva o prestígio da Liga NOS.

Duelo inédito no Clássico: Rui Patrício vs Iker Casillas, 2 guardiões campeões europeus
Duelo inédito no Clássico: Rui Patrício vs Iker Casillas, 2 guardiões campeões europeus // Foto: AFP

O mega confronto da jornada 3 da Liga NOS conta com um duelo particular verdadeiramente apaixonante entre dois campeões europeus por Portugal e Espanha. De um lado Rui Patrício, titular pelos leões desde 2008, com inúmeros clássicos e que é considerado actualmente um dos guardiões mais valiosos do mundo. Do outro lado Iker Casillas, um ícone formado no Real Madrid que conta com uma carreira recheada de títulos espanhóis e europeus. Em suma, é um luxo para a Liga NOS poder contar com 2 campeões europeus entre os postes, que assentam que nem uma luva na excelência de um dos embates mais aguardados da temporada.

Rui Patrício - Casillas, um Clássico à parte

A Liga NOS tem o prazer de apresentar o primeiro clássico da época que irá opor o Sporting ao Porto, um jogo que juntará em Alvalade vários craques, dos quais se destacam Rui Patrício e Iker Casillas. Em perspectiva, a jornada 3 do campeonato terá um duelo ibérico soberbo entre 2 dos melhores guarda-redes do mundo. Nunca o futebol lusitano teve em campo dois guardiões campeões europeus, pelo que se aguarda um embate histórico que prestigia o futebol das quinas.

O dono das redes leoninas, Rui Patrício, foi lançado por Paulo Bento há já 8 anos, e desde então que o felino não mais descalçou as luvas da titularidade. Aos 28 anos, Rui Patrício soma já o incrível registo de 264 jogos no campeonato, um número extraordinário que representa a mística verde e branca ao longo de quase um década. Em clássicos diante o Porto, Rui Patrício já esteve entre os postes por 21 ocasiões, uma tarimba notável em jogos desta importância.

Rui Patrício defenderá as redes dos leões com garra
Rui Patrício defenderá as redes dos leões com garra

Em Alvalade é conhecido como o S. Patrício, tais foram as ocasiões em que o dono das luvas verdes salvou o Sporting de forma quase divina. O crescimento no clube levou Patrício até à Selecção das quinas, onde ganhou estatuto, sendo actualmente um titular indiscutível dos eleitos de Fernando Santos. O guardião leva já 52 internacionalizações, tendo representado as quinas em 3 fases finais de grandes provas entre nações.

O Euro 2016 está ainda bem presente na memória de todos e seria quase utópico festejar o título europeu sem o papel determinante de S. Patrício. O guarda-redes foi eleito o melhor do torneio e é hoje equiparado a craques como Neuer ou Courtois. No global, Patrício conta com uma carreira formidável, com taças de Portugal, Supertaças e, claro, o título europeu pela equipa de todos nós.

Para falar do palmarés de Iker Casillas seriam necessários dias e dias de escrita, mas, abreviando um pouco, é de realçar à partida que o espanhol de 34 anos é uma das estrelas mais brilhantes da história do Real Madrid. O guardião esteve nas camadas jovens, subiu aos séniores, resultando em 25 anos de vinculação ao emblema blanco. Em Espanha, Iker jogou na Liga BBVA por 510 vezes, tendo conquistado Ligas, Taças, Supertaças e 2 Ligas dos Campeões, a última das quais em 2014 na final de Lisboa diante o Atlético.

No defeso de 2015 o guardião colocou um ponto final na sua estadia em Madrid, rumando surpreendentemente ao futebol luso para vestir as cores do FC Porto. A titularidade tem sido imagem de marca, mas em época de estreia, Iker ficou um pouco abaixo das expectativas. Na Liga portuguesa o guarda redes já calçou as luvas portistas por 34 vezes, tendo já somado 2 clássicos frente ao Sporting.

À imagem de Patrício, Iker também já festejou um Europeu pelo seu país, tendo sido o guardião titular da gloriosa equipa espanhola que venceu o Euro 2008 e o Euro 2012. O seu opositor de Domingo, Rui Patrício, é curiosamente quem lhe sucedeu como campeão neste mesmo ano de 2016. A experiência de Casillas é gigante e em partidas de tripla poderá ser fundamental contar com o tónico extra de ver um craque entre os postes.

Falando dos duelos entre os dois em jogos oficiais, a equação é muito simples de calcular: Patrício 2 - Casillas 1. Recuando até à meia final do Euro 2012, Portugal e Espanha mediram forças num duelo que opôs Patrício e Iker pela primeira vez. Neste embate, para infelicidade lusitana, a Espanha de Iker superou Portugal de Patrício no desempate por grandes penalidades, sendo, no entanto, de salientar que nem um nem outro permitiram festejar qualquer golo em 120 minutos.

Mais recentemente, os dois voltaram a cruzar-se nos dois clássicos da temporada transata entre Sporting e Porto em Alvalade e Dragão. O saldo destes jogos foi totalmente favorável a Patrício, na medida em que o Sporting venceu os dois duelos e o S. Rui apenas sofreu um tento. Por outro lado, Iker sofreu 5 golos, um registo muito negativo que o espanhol tentará inverter já este domingo.

Em termos técnicos, Rui Patrício atravessa o melhor momento de forma de sempre, denotando reflexos soberbos, uma concentração notável nas saídas aos cruzamentos e um jogo de pés cada vez mais eficaz. Iker Casillas teve recentemente uma exibição excelente diante a Roma e aparenta estar numa forma interessante, em comparação com a época anterior. A aptidão para se lançar aos remates difíceis continua a impressionar e será com confiança que irá disputar o mega duelo em Alvalade.

Em duas jornadas, Rui Patrício ainda não sofreu qualquer golo, sendo que Casillas já viu o Rio Ave festejar um tento na sua baliza. As balizas do clássico estarão bem entregues e a nós, meros espectadores, resta-nos desfrutar de um duelo de dois grandes ícones, que calçam as luvas de diamantes semana após semana, na Liga NOS.