Bas Dost é o Rei da Selva: Sporting goleia estoril com o holandês em destaque

O Sporting Clube de Portugal recebeu e goleou o Estoril Praia, por 4 bolas a 2. O homem do jogo, Bas Dost, bisou no duelo e ajudou os leões a subir provisoriamente à liderança da Liga NOS.

Bas Dost é o Rei da Selva: Sporting goleia estoril com o holandês em destaque
Bas Dost foi o herói do jogo // Foto: José Sena Goulão / EPA

O Estádio de Alvalade contou com uma assistência acima dos 40 000 espectadores para assistir ao Sporting 4-2 Estoril, referente à 6ª jornada da Liga NOS. Os leões dominaram praticamente toda a partida, valendo os golos de Bas Dost (2), Coates e André. O Estoril reagiu nos minutos finais, com o suplente utilizado, Bruno Gomes, a bisar perante a passividade da defesa leonina. O grande destaque do encontro foi Bas Dost, que soma já 4 tentos na prova, ficando também o registo positivo para André, que se estreou a marcar de leão ao peito. 

Primeira parte: Bas Dost rugiu bem alto

"O Mundo sabe que" não foi o desaire diante o Rio Ave que afastou os adeptos leoninos de apoiar a equipa de Jorge Jesus. Para o Sporting x Estoril relevo para os cerca de 41 000 espectadores presentes em Alvalade para uma recepção difícil à equipa estorilista. No 11 inicial do técnico verde e branco relevo para as presenças de Jefferson, João Pereira, Alan Ruiz e Bas Dost no xadrez, relegando Schelotto, Bruno César e Campbell para o banco de suplentes.

Com o esférico a rolar, o Sporting assumiu as rédias do duelo com muita posse de bola, mas o Estoril estudou bem a lição e criou algum perigo em contra-ataque no início. Nos instantes iniciais, Gelson e Bryan dinamizaram o ataque leonino com pormenores tecnicamente deliciosos. Ao minuto 13 o domínio territorial leonino materializou-se em golo. Os inevitáveis Bryan e Gelson criaram um lance incrível, chegando posteriormente a bola até à cabeça do gigante Bas Dost. O avançado surgiu muito bem na área e fez explodir as bancadas pela primeira vez na partida.

A resposta estorilista foi tímida, com foco apenas para um remate inofensivo para Patrício. O Sporting não adormeceu e exerceu uma intensidade de jogo que não deu chance ao Estoril sequer para respirar, com destaque para os médios William e Adrien, que foram os cérebros da boa exibição leonina. A caminho da meia hora, William ofereceu um golo quase feito a Bryan, mas o dianteiro falhou escandalosamente. Os leões desenharam inúmeras jogadas bem construídas, sendo de realçar a harmonia incrível entre os laterais João Pereira e Jefferson com Adrien, Gelson e Bryan.

O Estoril apresentou-se na primeira parte sem ideias e sem qualquer intenção de subir o seu bloco, mesmo estando em desvantagem. Ao intervalo o placar assinalava 1-0, uma vantagem indiscutível do Sporting que apenas pecou por ser escassa. O guardião Patrício foi um mero espectador, perante um Estoril extremamente cauteloso.

Segunda parte: Bas Dost e André em foco, Estoril ainda assustou

De regresso dos balneários, Jorge Jesus retirou Alan Ruiz do terreno, fazendo entrar o brasileiro André. O domínio felino manteve-se intenso, com Gelson a fazer estragos. Na marcação de um canto, Bas Dost subiu mais alto, mas não conseguiu concretizar depois de um cruzamento soberbo de Bryan Ruiz. Os leões apertaram o cerco no início da segunda parte e ficaram novamente perto do golo, depois de um lance bem delineado por João Pereira e André, falhando Bas Dost por pouco. Ao minuto 59 os leões voltaram a rugir bem alto e Coates fez o 2-0. O central sportinguista subiu ao 3º andar e cabeceou para nova explosão de alegria em Alvalade. Ainda se festejava o tento de Coates quando Bas Dost resolveu fazer o gosto ao pé, depois de um passe notável de William Carvalho. O dianteiro fugiu muito bem à defesa do Estoril e matou a jogada de forma letal.

O técnico verde e branco não deixou a equipa abrandar o ritmo e o Sporting manteve o bloco subido à caça de mais golos. O Estoril perdeu a pouca organização que lhe restava, mostrando uma apatia atroz. O melhor que o Estoril conseguiu foi um tiro fraquinho de Bruno Gomes ao lado da baliza do tranquilo Rui Patrício. Pouco depois, Gelson cavalgou pelo flanco, serviu William, mas o número 6 felino vacilou na finalização. O Sporting não parava de procurar mais golos e Markovic correu, fintou e ficou muito perto do quarto. Contra a corrente de jogo, o Estoril chegou ao golo ao minuto 85 por intermédio de Bruno Gomes, que surpreendeu Patrício.

Os reis da selva não gostaram e André estreou-se a marcar de leão ao peito, depois de uma assistência incrível de Bryan Ruiz. Os canarinhos responderam e Bruno Gomes não falhou diante Patrício, fixando o 4-2 final. A partida foi justamente ganha pelo Sporting, mas os leões falharam muito no capítulo da finalização. O Estoril aproveitou bem as únicas 2 oportunidades de golo, com demérito também da defesa sportinguista. O Sporting ascendeu provisoriamente à liderança da Liga NOS com 15 pontos e Bas Dost é já um dos melhores artilheiros do campeonato, com 4 tiros certeiros.