Leão ruge na Champions: Bryan e Dost, fórmula anti-Legia

O Sporting CP estreou-se a vencer na Liga Milionária ao bater o Legia por 2-0, em jogo a contar para o grupo F da maior competição do Futebol Europeu.

Leão ruge na Champions: Bryan e Dost, fórmula anti-Legia
Bryan e Bas Dost foram os goleadores da noite // Foto: Facebook do Sporting CP

Em noite de nova enchente em Alvalade, o Sporting CP recebeu e venceu o Legia por dois tiros a zero. Os felinos de Lisboa somaram os primeiros 3 pontos na Champions League e relançaram as contas do Grupo F. Com os golos de Bryan Ruiz e Bas Dost, os leões encaixaram 1.5 milhões de euros e estão agora na terceira posição do Grupo, a apenas um ponto de Real Madrid e Borussia Dortmund, que empataram a 2 na noite desta terça-feira. A ambição leonina ganhou um novo folêgo e a partir de agora é permitido sonhar com os oitavos de final da prova que mais empolga o mundo do desporto rei.

Primeira parte: Bryan e Bas Dost, classe e raça de leão

A onda verde europeia de Alvalade vestiu a pele felina para o duelo entre Sporting e Legia. O encontro correspondente à segunda jornada da fase de grupos da UEFA Champions League ditou a presença de Jefferson, Bruno César e Bryan Ruiz no 11, ficando Marvin e André no banco de suplentes. Com Jorge Jesus afastado da área técnica por castigo, o Sporting entrou a pressionar o adversário, registando desde logo uma enorme percentagem de posse de bola. O Legia entrou algo tímido e recuado, mas conseguiu surpreender em duas ocasiões através de rápidos contra-ataques.

A partir do minuto 15 os felinos materializaram o domínio territorial em lances de golo eminente. Nesta fase, Bryan Ruiz fez estragos na defesa polaca com obras de arte tecnicamente incríveis. Ao minuto 17, William Carvalho subiu bem na zona central, fintou e ganhou espaço para o tiro que foi transviado pelos polacos. Na sequência do canto, Gelson Martins fugiu bem à marcação e em posição frontal viu a barra negar-lhe o festejo. Aos 21 minutos, Adrien bateu rapidamente um livre, levando o esférico até Bryan, que ficou a um palmo de fazer o gosto ao pé. 7 minutos volvidos e eis que o mago internacional pela Costa Rica chegaria mesmo ao golo, rematando de forma oportuna depois de um canto convertido pelo esquerdino Bruno César. O Legia sentiu o tento sofrido e o Sporting aumentou o pressing, em busca de dilatar a vantagem.

O Sporting dominou a 1ª parte com muitas oportunidades // Foto: Facebook do Sporting CP
O Sporting dominou a 1ª parte com muitas oportunidades // Foto: Facebook do Sporting CP

Ao minuto 36 a segunda explosão de alegria em Alvalade viria a surgir, e com sotaque holandês. Relevo para um desenho técnico fantástico do colectivo leonino, com Adrien a cruzar com toda a classe para o inevitável matador Bas Dost. O avançado surgiu incrivelmente bem na área e fez o seu quinto golo oficial de leão ao peito. Os reis da selva de Alvalade não baixaram as garras e logo a seguir Coates viu o guardião do Legia negar-lhe o golo, voando para uma defesa sobrenatural. Ainda antes do intervalo, foco para o menino Gelson, que faz qualquer adepto de futebol feliz. O extremo encantou pela ala e fez o que quis da defesa dos desorientados jogadores polacos.

Segunda parte: gerir as garras a pensar em Guimarães

Ao intervalo, o Sporting vencia de forma inteiramente justa, ficando apenas o destaque para a ineficácia leonina que ditou um resultado de apenas 2-0. No segundo tempo os leões apenas foram gatinhos, tendo baixado drasticamente o ritmo e a intensidade de jogo da 1ª etapa. As linhas verde e brancas desceram um pouco e essa postura fez com que o Legia pressionasse mais a saída de jogo dos homens de Alvalade. O lance mais interessante ofensivamente ficou ao cargo de uma dupla formada em Alcochete, com Gelson a servir Adrien, que à entrada da meia lua atirou de trivela para uma defesa espantosa do guardião do Legia. Ainda no primeiro quarto de hora, foco novamente para o génio Gelson, que humilhou os polacos pelos flancos até levar a redondinha a Bas Dost, que falhou o alvo por pouco.

Gelson foi um dos jogadores em destaque // Foto: Facebook do Sporting CP
Gelson foi um dos jogadores em destaque // Foto: Facebook do Sporting CP

O Legia, para além de ter mudado a estratégia, começava a chegar aos poucos mais perto da área de Patrício, ganhando, inclusive, um livre perigoso perto da linha limite. Na conversão, Guilherme ainda provocou alguns calafrios aos leões. Com o jogo controlado, os verde e brancos geriram a posse de bola a um ritmo baixo, pensando já na difícil deslocação que terão no próximo sábado ao reduto do Vitória SC. O Legia mostrou vontade, mas embateu num muro uruguaio e português formado por Coates e Rúben Semedo. Com Fernando Santos em Alvalade, Rúben mostrou serviço, tendo sido, inclusive, o melhor jogador sportinguista em toda a segunda parte.

A vitória leonina é inteiramente justa e o Grupo F da UEFA Champions League está ao rubro, com Real Madrid e Dortmund na frente com 4 pontos, o Sporting em terceiro, com 3, e o Legia em último, com 0.