Leões acordam tarde e não evitam derrota

O Sporting perdeu esta noite em Alvalade com o Borussia de Dortmund, em partida da 3ª jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Os germânicos chegaram ao intervalo a vencer por 2-0, graças aos golos de Aubameyang e Wiegl. Os leões até reduziram por Bruno César, mas não evitaram a derrota, complicando assim as contas da qualificação.

Leões acordam tarde e não evitam derrota
Leões acordam tarde e não evitam derrota

Leão domado e adormecido

Com Raúl José no lugar do castigado Jorge Jesus, o Sporting entrou em campo com Markovic nas costas de Bas Dost e Elias no lugar do lesionado Adrien Silva. Todavia, e apesar de mostrar intenção de ameaçar as redes do Borussia, os leões acabaram por sofrer um golo logo aos nove minutos; bola recuperada por Gotze, que serviu Aubameyang. O gabonês fugiu a Rúben Semedo e, na cara de Patrício, fez o primeiro da partida.

Aubameyang abriu bem cedo o marcador
Aubameyang abriu bem cedo o marcador

O golo madrugador do Borussia intranquilizou o Sporting; com um ataque pouco pressionante, e um meio-campo muito macio, os leões passaram por muitos calafrios na primeira parte. Markovic parecia querer jogar sozinho, e só para a frente, não fazendo a devida cobertura ao trinco alemão Weigl; juntamente com Kagawa e Gotze, os homens de Dortmund controlavam as operações a seu bel-prazer, ameaçando várias vezes as redes de Rui Patrício. Pelo meio um lance muito, no mínimo, duvidoso na área germânica, com o golo de Coates a ser anulado por alegada falta sobre o guardião do Borussia.


Os adeptos leoninos esperavam ansiosamente pelo intervalo, para que as devidas correcções fossem efectuadas, contudo, tal não aconteceu sem que antes a formação de Dortmund aumentasse a vantagem no marcador. 43 minutos e nova cavalgada tranquila de Weigl levou o trinco até à cabeça da área onde desferiu um remate forte e sem hipóteses para Patrício.

Weigl aumentou a vantagem antes do intervalo
Weigl aumentou a vantagem antes do intervalo

Despertar tardio

Na segunda parte, e ao contrário do que se esperava, o Sporting não mexeu, mantendo o mesmo onze. O que mudou, foi a atitude da equipa leonina, mais aguerrida e disposta a recuperar o tempo perdido; todavia, do outro lado estava um Borussia sereno e a controlar as operações, mantendo a posse de bola e obrigando a um maior desgaste do adversário. Mas, ao primeiro grande erro, o Sporting aproveitou. Aos 67 minutos, Batra atrasou para o guardião Bürki, livre indirecto que o recém-entrado Bruno César aproveitou para reduzir a desvantagem com um potente remate.

Bruno César ainda alimentou as esperanças leoninas
Bruno César ainda alimentou as esperanças leoninas


Com o golo o leão cresceu e o Borussia encolheu-se. Poucos minutos depois, Bas Dost teve o empate na cabeça, mas a bola rasou o poste da baliza germânica. Até final, o Sporting teve mais um par de boas ocasiões para empatar. Primeiro foi Bürki a tirar o pão da boca a Dost, e minutos mais tarde foi André Filipe quem chegou atrasado a um cruzamento da direita.
Com esta derrota o Sporting fica mais longe dos quartos-de-final da Liga dos Campeões. Os leões somam três pontos, contra os sete de Borussia e Real Madrid.