Jornada 9: Pontuar,  Pontuar, Pontuar

À nona jornada não há nada mais importante que garantir uma vitória. O Clássico está perto e Porto, Benfica e Sporting não querem, nem podem, escorregar.

Jornada 9: Pontuar,  Pontuar, Pontuar
| Foto: MadeiraFutebol

A jornada promete e a semana também. A pouco mais de uma semana do 2º Clássico da temporada, os três grandes têm uma prova de fogo este fim de semana, já para não falar nas contas das competições europeias que parecem cada vez mais complicar-se.. Mas antes disso tudo temos jornada nove e os jogos prometem.

Sexta-feira: Dia de ver jogar os grandes

Não estamos a falar de uma sexta-feira comum o que diz respeito à Liga NOS, Benfica e Sporting são os primeiros dos 3 grandes a entrar em campo.

Às 19:00 horas o Benfica recebe na luz o Paços de Ferreira e o histórico não é em nada favorável aos castores. Dos 42 jogos já realizados entre os dois emblemas os pacenses só venceram 4 vezes e concederam 4 empates. Já a jogar na luz as águias acabam por ser melhores  e contam com 18 vitórias em 20 jogos, ainda assim o Paços conta com um importante empate e com uma vitória. Para o jogo desta nona jornada, Rui Vitória não pode contar com Jonas e Rafa, já Carlos Pinto tem de deixar de fora Mário Figueiras, Romeu, Christian  e Rabiola, também eles lesionados.  No que diz respeito ao resultado a verdade é que a motivação vai estar do lado encarnado, os tri-campeões nacionais só desperdiçaram 2 pontos até agora e querem garantir uma chegada à Invicta na frente da tabela, mas também  os castores chegam motivados a Lisboa, depois de esta semana terem vencido o Nacional por 4-0 para a Taça da Liga.

Depois do empate com o Tondela o Sporting precisa de vencer na Choupana
Depois do empate com o Tondela o Sporting precisa de vencer na Choupana

Ainda antes da noite acabar é tempo de viajar até à Madeira para ver jogar o Nacional x Sporting. A equipa de Jorge Jesus não venceu nas duas últimas jornadas e ocupa actualmente o terceiro posto da tabela classificativa com 17 pontos (menos 5 que o Benfica e menos 2 que o FC Porto). A visita à Madeira, contudo,  nunca é fácil para os leões e prova disso mesmo é que dos 22 jogos realizados na Choupana, o Nacional venceu 3 vezes e concedeu 9 empates, apesar de os leões terem 10 vitórias na Ilha, a última foi sofrida. Em Setembro do ano passado, não fosse o golo de Montero ao cair do pano (86’) e as contas tinham sido outras. Para este derradeiro desafio Jorge Jesus continua sem contar com Adrien, Petrovic, Spalvis e Paulista, todos por lesão. Já Manuel Machado não pode contar com Tobias Figueiredo (está emprestado pelo Sporting ) e com os lesionados Jhonder Cádiz e Witi. O jogo promete e a verdade é que os verde e brancos precisam de 3 pontos para não deixar fugir o Benfica e pressionar o FC Porto para o jogo em Setúbal.

Sábado: 3 duelos a doer

Se na sexta o bom futebol vai estar garantido nos palcos da Liga Nos, também no sábado os amantes das boas partidas têm espectáculo garantido.

Às 16 horas o Tondela recebe o Moreirense e o jogo promete. Apenas um ponto separa a equipa de Petit dos adversários, entre o 16º e 17º posto da tabela classificativa, e quem vencer pode voltar a respirar acima da linha de água, mas a verdade é que o jogo não se avizinha nada fácil para os dois lados. Dos 4 jogos já realizados entre as duas equipas, o Tondela apenas venceu por uma vez tendo concedido um empate e dado duas vitórias à equipa e Moreira de Cónegos. A jogar em casa, a história ainda complica mais para a equipa de Tondela... nunca venceu e tem um empate na 1ª Liga e uma derrota na segunda e para o acréscimo das preocupações de Petit está de fora Hélder Tavares. Resta saber se os pontos que se vão dar serão divididos ou se vão ficar de um só lado da barricada.

Já às 18:15 horas é tempo de ver o FC Porto em Setúbal, a equipa de Nuno Espírito Santo aproveitou o deslize do empate entre o Sporting e o Tondela e subiu ao segundo lugar,  prometendo  não o deixar fugir. Do lado contrário estarão os sadinos, mas o histórico em nada os favorece, dos 76 encontros entre os setubalenses e os Dragões em casa, a equipa de Setúbal apenas venceu por 22 vezes, tendo dado 16 empates e 38 vitórias aos azuis e brancos. Ainda assim, as visitas da equipa de Nuno Espirito Santo ao sul acabam sempre por ser complicadas veremos como correrão as coisas. Para o jogo deste Sábado à noite José Couceiro ainda conta com uma dor de cabeça: Frederico Venâncio está em dúvida e Zé Manuel não pode jogar por estar emprestado pelos visitantes. O jogo promete e nem uma, nem outra, equipa irão facilitar as coisas ao adversário.

André Silva tem estado em destaque na equipa azul e branca
André Silva tem estado em destaque na equipa azul e branca

Ainda no Sábado é tempo de ver jogar o Estoril no Bessa. Os canarinhos viajam até à Invicta ocupando o 15º posto da tabela com 7 pontos, pela frente estará o Boavista que ocupa o 12º posto com mais 2 pontos. O histórico acaba por ser confuso, mas  beneficia os axadrezados. Dos 25 jogos realizados no Bessa, os Panteras Negras venceram por 16 vezes contra apenas 5 festejos da equipa da Linha e 4 empates. Outro jogo que promete.

Domingo: Pontuar e respirar

Para os verdadeiros aficionados do Desporto Rei, este Domingo pode parecer um dia dos mais “pequenos”. A verdade é que esses “pequenos” têm estado a surpreender cada vez mais e também prometem bom espectáculo.

A tarde arranca com a visita do Marítimo a Arouca. A equipa da Ilha precisa de pontos e actualmente ocupa o oitavo lugar da tabela, mas é o Arouca que precisa de pontuar para respirar. A equipa de Lito Vidigal está no último lugar da tabela com apenas 5 pontos e para poder sair da zona de descida é preciso vencer e  conta com a ajuda do histórico. Apesar de estar a atravessar uma má fase desde o inicio do campeonato, no que diz respeito a duelos com os madeirenses, a equipa de Arouca tem levado a melhor. Dos 4 jogos já realizados no continente são duas as vitórias conquistadas contra apenas uma e pelo meio ainda há um empate. O jogo vai falar por si e ao que parece... os pontos também, mas com os castigos de Nuno Coelho e Thiago Carleto, as coisas vão complicar para o Arouca.

Ao final da tarde é tempo do Rio Ave receber o Vitória de Guimarães e o duelo avizinha-se intenso. 3 pontos apenas separam o 7º do 5º posto (o Rio Ave tem 11 pontos e o Guimarães 14) e vencer vai mesmo ser a palavra de ordem. O histórico é favorável aos vimaranenses no geral, mas a jogar em casa o Rio Ave tem pontuado mais vezes. Dos 26 jogos realizados entre os dois emblemas, por 9 vezes os Vilacondenses venceram e ainda concederam 9 empates, já os conquistadores contam com 8 vitórias. O duelo a meio-campo vai ser uma certeza e numa das armas para pontuar vai estar.... o contra-ataque, mas com os castigos de Roderick e Heldon do lado do Rio Ave e da dúvida do lesionado Hernâni, mudanças terão de haver, resta saber se resultam.

O Braga quer pontuar na recepção ao Belenenses
O Braga quer pontuar na recepção ao Belenenses

E para que o dia termine da melhor maneira, nada melhor que um Sporting Braga x Belenenses. Bracarenses e alfacinhas prometem fazer a vida negra ao adversário, mas a verdade é que os Azuis do Restelo precisam de pontos como pão para a boca. Com apenas 9 pontos e no 13º lugar da tabela classificativa, em oposição ao quarto lugar da equipa de Peseiro, a ida e uma vitória na Pedreira tornaram-se agora mais importantes que nunca. Os minhotos porém querem vencer para colocar pressão nos 3 grandes e contam com a grande vantagem nas estatísticas. Dos 60 jogos já realizados na Pedreira foram 32 as vitórias contra apenas 15 dos lisboetas e 13 empates. A vida não está fácil para o Belenenses e com a lesão de Yebda, muito menos, mas a verdade é que Peseiro tem mais dores de cabeça para resolver: O castigo de Rosic e as lesões de André Pinto e Mauro obrigarão a mudanças no onze e o Braga precisa de continuar a sonhar e vencer faz, definitivamente, parte dos planos.

Segunda-feira: Afastar fantasmas

A jornada termina com um grande jogo. Na segunda-feira, o Desportivo de Chaves de Jorge Simão recebe o Feirense de José Mota. Os flavienses têm sido uma das surpresas da temporada, mas o 6º e o 9º lugares do campeonato estão separados por apenas 2 pontos e vencer é importante. O histórico acaba por favorecer  o Chaves, a jogar em casa, os flavienses já realizaram 21 jogos contra o emblema de Santa Maria da Feira, venceram por 13 vezes, concederam 5 empates e deram 3 vitórias. Na noite de segunda as coisas podem ser muito diferentes, com Kukula e Flávio condicionados, José Mota terá de improvisar, mas Jorge Simão já garantiu grandes prestações esta temporada e na segunda feira não será diferente. Isso está garantido.

Antes das Competições Europeias e do grande Clássico estes serão os jogos da jornada 9, o bom futebol está prometido, mas as surpresas podem aparecer.