Bas Dost, o leão caçador da pantera: Sporting sofre mas vence Boavista (0-1)

O Sporting CP superou o duro teste frente ao Boavista. O matador Bas Dost marcou o único tento do duelo e os leões continuam assim na rota do título.

Bas Dost, o leão caçador da pantera: Sporting sofre mas vence Boavista (0-1)
Bas Dost oferece os 3 pontos aos leões.

Depois da ressaca europeia, o Sporting deslocou-se até ao Estádio do Bessa e venceu o Boavista por uma bola a zero. O golo solitário dos leões foi da autoria de Bas Dost e nem mesmo a expulsão de Rúben Semedo impediu o clube verde e branco de segurar os 3 pontos.

Boavista x Sporting: Bas Dost é sinónimo de golo

Num embate felino, o Sporting entrou em campo com apenas 2 alterações face ao duelo da Liga dos Campeões. Com Schelotto e Campbell nos lugares de João Pereira e Bryan Ruiz, os leões dominaram globalmente a partida e foi ainda na fase inicial do encontro que Bas Dost viu o poste negar-lhe o golo. 

O Boavista adoptou uma postura estrategicamente defensiva mas os lisboetas mostraram arte e engenho para criarem situações de golo iminente. Ao minuto 25, o Sporting desenhou uma jogada sublime e os verde e brancos chegariam mesmo ao golo. 

Depois de uma jogada bem construída a meio campo, a bola sobrou para Gelson e a jovem pérola driblou e assistiu Bas Dost de forma extraordinária. O holandês apareceu oportunamente na área e não vacilou na hora de fazer o sétimo tento na Liga NOS. O golo acabou por adormecer um pouco o leão mas o domínio territorial manteve-se do lado sportinguista. 

Na segunda parte os leões voltaram a apertar o cerco à área boavisteira com foco para as exibições de Adrien, Gelson e Bas Dost. O Boavista tentou subir no terreno e chegou a criar alguns calafrios a Patricio na marcação de livres. 

A vantagem mínima insistia em permanecer para os de Alvalade e foi novamente um dos ferros a negar o festejo a Bruno César. O Boavista cresceu e acreditou que poderia tirar pontos aos leões. Na fase final do jogo o central Rúben Semedo foi castigado com um duplo amarelo e foi para os balneários mais cedo.

Os verde e brancos ficaram reduzidos a 10 elementos e Jorge Jesus não hesitou em lançar Paulo Oliveira para segurar a magra vantagem a todo o custo. As panteras do Bessa lutaram e chegaram a ficar pertíssimo do empate com relevo para um lance que causou alguma dúvida se a bola entrou ou não na baliza de Patricio. 

O Sporting segurou a vitória e no duelo felino foram os leões a superarem as panteras. O empate do Porto permite ao Sporting isolar-se no segundo lugar, somando agora 24 pontos, provisoriamente a 2 do líder Benfica.