FC Porto x Tondela : 3 pontos com 4 golos na liderança provisória

O FC Porto venceu esta sexta feira o Tondela por 4-0 na abertura da 22ª jornada. Ainda que na primeira parte as coisas fossem dificuldade pela equipa visitante, o golo de André Silva ao bater do intervalo deu novo ânimo para uma segunda parte que encheu o Dragão de orgulho. Agora a pressão está do lado do Benfica.

FC Porto x Tondela : 3 pontos com 4 golos na liderança provisória
FC Porto x Tondela : 3 pontos com 4 golos na liderança provisória

Era certo e sabido que a vida do Tondela ia ser muito difícil na ida ao Estádio do Dragão esta sexta feira, o que não era esperado era que fossem os azuis e brancos a ter dificuldades na primeira metade. 

Passado o cabo das tormentas e depois do golo de André Silva ter aberto o mote para o segundo tempo, o FC Porto voltou a ser ele próprio e goleou a equipa de Pepa e aumentou a crise da equipa que ocupa agora o último posto da tabela com 14 pontos. 

Esperar, sofrer, suar e marcar 

Com Rúben Neves e Oliver como titulares o FC Porto tinha tudo para entrar forte na partida, mas a verdade é que acabou surpreendido. O meio campo da equipa de Tondela parecia impenetrável e apesar das inúmeras tentativas para fazer a bola chegar à grande área de Cláudio Ramos as coisas estavam muito complicadas... 

A equipa de Pepa controlava as saídas de bola e não deixava os azuis e brancos brilharem da forma que gostariam e até Casillas teve de fazer uma defesa incrível já ao bater dos 40' para negar o golo a Pedro Nuno. Endiabrados, a equipa do Tondela parecia muito decidida a dificultar a vida aos Dragões, mas quando toda a gente pensava que o nulo acabaria por ser o resultado ao intervalo eis que uma falta de Osorio sobre Soares, com o consequente segundo amarelo, dá grande penalidade a favor dos da casa. 

A jóia azul e branca tem 13 golos esta temporada de Dragão ao peito. 4 de grande penalidade
A jóia azul e branca tem 13 golos esta temporada de Dragão ao peito. 4 de grande penalidade

Chamado a marcar, André Silva, que não marcava há já 3 partidas, bateu Cláudio Ramos para levar as bancadas ao rubro. Com um golo de avanço para a segunda metade era esperado que o bom futebol continuasse a fazer parte das contas, mas a verdade é que tudo para o Tondela mudou. 

Marcar e golear 

Não foram precisas rezas de Nuno Espírito Santo para a segunda metade ser toda pintada em tons de azul. O Porto entrou forte e a jogar com um golo de avanço e mais um homem em campo, as dores de cabeça ficaram todas do lado de Pepa. 

10 minutos bastaram para ver outra jóia da coroa marcar a Cláudio Ramos. Na sequência de um canto de Alex Telles, Soares cabeceou ao lado e na recuperação de bola, foi Rúben Neves quem a atirou, de meia distância,  certeira para o fundo das redes. 2-0 e mais de meia hora para jogar, o resultado parecia pecar apenas pela falta de (mais) golos por parte da equipa da casa. 

O FC Porto continua a acreditar e a mostrar que pode voltar a ser Campeão
O FC Porto continua a acreditar e a mostrar que pode voltar a ser Campeão

E como quem não quer chamar a atenção, aos 63' foi a vez da nova estrela do ataque portista fazer o gosto ao pé. Soares voltou a marcar depois de um passe de Otavio e de um remate em arco. Grande golo para o brasileiro e para felicidade de todos os presentes. 

Os três pontos estavam mais que seguros já desde o golo de Rúben Neves, mas depois do golaço de Soares as bancadas queriam mais e ainda antes do bater dos 90 a equipa respondeu. Neste caso, pelos pés de Diogo Jota, depois de uma tabelinha entre Layún e André Silva, Jota só teve de marcar para fechar as contas e apontar o sexto golo da conta pessoal na Liga. 

Com este resultado, os azuis e brancos regressam à liderança do Campeonato com 53 pontos, mais dois que o Benfica que recebe o Braga neste Domingo e mais 12 que o Sporting que joga ainda hoje com o Rio Ave em Alvalade.