O Nantes de Sérgio Conceição

Sérgio Conceição chegou ao Nantes em Dezembro e daí para cá, o conjunto francês deixou o penúltimo lugar e está agora no meio da tabela.

O Nantes de Sérgio Conceição
Sérgio Conceição orienta o Nantes há três meses

Estávamos a 13 de Dezembro de 2016, quando Sérgio Conceição se estreava no banco do Nantes, no primeiro jogo oficial após a assinatura de contracto, dias antes. O adversário era o Montpellier, partida a contar para os oitavos-de-final da Taça da Liga francesa. As coisas não podiam ter corrido melhor, com uma vitória por 3-1. Dias depois era a vez do técnico português fazer o desafio inaugural para o campeonato. Nessa altura decorria a jornada 17, com o Nantes a ocupar o penúltimo lugar, somente com 13 pontos.

Novo triunfo desta feita por 0-2 no reduto do Angers deixava o emblema do sul de França na mesma posição, mas esta seria a primeira de cinco vitórias consecutivas para a Ligue 1. Pelo meio a eliminação da Taça da Liga por 2-0 com o Nancy. Assim, na jornada 20 o Nantes tinha saído do penúltimo lugar com 13 pontos e saltado para a 11ª posição com 26.

Veio então o periodo mais conturbado até ao momento de Sérgio Conceição ao serviço do Nantes. Uma serie de quatro jogos sem ganhar, fruto de três derrotas e um empate. Uma das derrotas aconteceu diante do Lille para a Taça de França. As vitórias essas regressaram apenas no início de Fevereiro, ao derrotar o Marselha por 2-0.

Seguiu-se um empate com o Metz e novo triunfo frente ao Dijon. Em ronda atrasada disputada ontem, mais uma igualdade desta feita a duas bolas frente ao Bastia. Actualmente o Nantes continua no 11º posto com 34 pontos a oito dos lugares europeus. Em quinze jogos Sérgio Conceição venceu oito, empatou três e perdeu quatro. O bom desempenho do técnico português já mereceu a cobiça do actual campeão inglês Leicester, mas o presidente do Nantes de pronto se mostrou indisponível, para negociar a transferência de Sérgio Conceição para Inglaterra.

Futebol Português