André Almeida, o "novo Veloso"

O jogador foi considerado o melhor na partida com o Belenenses e, devido à sua polivalência, tem sido comparado ao antigo capitão dos encarnados.

André Almeida, o "novo Veloso"
| Foto : Twitter Oficial do jogador

André Almeida é conhecido pela alcunha de “novo Veloso”, tanto pela intensidade que coloca no jogo como pela sua polivalência. Sobre a qualidade do internacional português, Rui Vitória refere: “O Nélson lesionou-se num choque e ficou limitado. O André Almeida joga nessa posição e teve um bom rendimento. Ele ocupa com naturalidade várias posições dentro da nossa equipa e tem de ser elogiado. Tomara a muitas equipas ter jogadores com a qualidade de André Almeida”. O jogador interpreta bem as posições de lateral direito e esquerdo além de poder jogar como médio defensivo.

Na goleada por 4-0 perante o Belenenses marcou o primeiro golo que foi o primeiro de águia ao peito. O último golo de André no campeonato datava de 6 de setembro de 2011, altura em que actuava pelo União de Leiria, e foi marcado ao FC Porto, num duelo que resultou em 5-2 favorável aos dragões.

Esta época, o internacional português já tinha marcado pelos encarnados, mas em partida da Taça de Portugal, tendo agora feito o gosto ao pé frente a uma das suas antigas equipas e como tal não celebrou.Não festejei pois quis respeitar um clube que me deu muito e não o farei no futuro. Quando marquei quis ir festejar mas deu-me o click e parei”. E foi considerado o melhor em campo. “É um prémio importante, mas mais importante foram os três pontos e continuar na frente. Acho que foi um bom jogo por parte da equipa, tivemos vários ocasiões e jogámos bem. Foi importante o apoio do público que nos ajudou muito numa vitória dilatada.”

Já no jogo com o Feirense tinha-se destacado, de facto, segundo os dados da InStat, Almeida foi mesmo a peça encarnada que mais passes construtivos realizou (67, 51 dos quais acertados), superando os 54 do segundo melhor neste índice, Pizzi. Para além disso, o polivalente jogador foi ainda quem mais recuperações de bola fez (9) na vitória dos tricampeões nacionais em Santa Maria da Feira.

O jogador nascido em Lisboa a 10 de setembro de 1990 passou por clubes como o Loures, Sporting, Alverca e Belenenses na sua juventude e como sénior jogou pelo mesmo Belenenses, o União de Leiria e está atualmente no Benfica. Foi internacional por oito vezes não tendo marcado golos. Fez parte da equipa que esteve no mundial do Brasil e que era comandada por Paulo Bento.

Futebol Português