Portugal x Suécia : as declarações

Após a derrota por 3-2 frente à Suécia, com o último golo dos suecos a surgir de uma infelicidade de João Cancelo e ao minuto 90+3, aqui ficam algumas das declarações do técnico e jogadores.

Portugal x Suécia : as declarações
Portugal na chegada à Madeira com a Taça de campeões europeus

Com um onze completamente diferente do que defrontou a Hungria na Luz, apenas com Cristiano como repetente, Portugal foi à madeira defrontar a Suécia num encontro particular.

Portugal acabou por perder por 3-2, com o último golo a surgir de um infortúnio aos 93 minutos por parte de João Cancelo.

Luis Neto foi o primeiro jogador a aparecer na flash interview e disse e acabou por falar da infelicidade do resultado desta noite:

"Jogadores encararam de maneira séria este jogo por tudo o que englobava, acabamos por ter alguma infelicidade no resultado. Penso que produzimos mais do que acaba por ser o placar, mas realçar a atitude de todos, o compromisso com o jogo e acredito que não só maus apontamentos se tirarão deste jogo mas também coisas muito positivas que foram feitas"

Já em relação ao golo do empate que apanhou a defesa portuguesa de surpresa, Neto respondeu assim:

"Cada jogador marca o seu homem, posições definidas,o jogador sueco atacou bem a bola ao primeiro poste, ali são coisas que acontecem no futebol, temos que aceitar e trabalhar já no próximo porque são situações que nos penalizam e acabou por ser assim,agora nada há a fazer. Agora é fechar este jogo, seguir para os nossos clubes para fazer um resto de bom campeonato."

Para concluir, Luís Neto falou do seu regresso à Madeira, assim como o regresso de Cristiano Ronaldo à sua terra natal:

"O Cristiano nasceu cá, por tudo o que representa para a madeira sem dúvida é uma grande figura e será assim por muito tempo.Em relação a mim acaba por ser inglório, esta ilha acolheu-me durante um ano e fico feliz por ter regressado."

Em seguida foi a vez de se fazer ouvir Gelson Martins, autor do passe que deu o primeiro golo a Portugal. Em relação ao jogo, o jogador do Sporting salientou a importância de levantar a cabeça e de seguir em frente:

"Entramos bem no jogo, tentamos sempre fazer o melhor para conseguir a vitória, a segunda parte foi um bocadinho mais difícil, houve bons pormenores, a equipa não quis perder mas há que levantar a cabeça e seguir a trabalhar."

Confrontado com o facto de Gelson achar se poderá ser ou não opção para a Taça das Confederações, o jovem disse que de tudo fará para conseguir o lugar, mas o que interessa e interessará sempre é a equipa  :

"Eu faço o meu trabalho no clube que é para ser opção, os meus colegas ajudaram a estar mais tranquilo no jogo, é fruto de todos."

Gelson fez o passe perfeito para o golo de CR7

Para finalizar foi a vez do selecionador português vir falar acerca do jogo. Visivelmente desagradado com a derrota após Portugal estar a vencer por 2-0, Fernando Santos disse o seguinte:

"Quando se perde nunca pode ser bom. Na primeira parte estivemos razoavelmente bem, mas em termos de organização defensiva tivemos sempre algumas dificuldades. Fizemos dois golos, o jogo estava bem controlado, mas a segunda parte estivemos pouco responsáveis. Não estou aborrecido com os jogadores, mas sim com o jogo. Ninguém pode ficar contente quando perde."

Fernando Santos não deixou de referir que "houve uma grande penalidade que não foi assinalada e que o 3-0 tornaria o jogo diferente". "Mas isso não muda nada. Não podíamos sofrer três golos."

Quando questionado com as mudanças drásticas no onze em relação ao jogo com a Hungria, o selecionador respondeu que: "Qual segunda equipa? Não fomos tão competentes como deveríamos ter sido. Assumo todas as opções que tomei."