Benfica x Marítimo: 10 minutos para resolver, 45 para descansar

Os encarnados cumpriram e venceram o Marítimo por 3-0. Agora a pressão está toda do lado do FC Porto.

Benfica x Marítimo: 10 minutos para resolver, 45 para descansar
Encarnados somam agora 71 pontos // Fonte: Getty Images

Os encarnados vieram para este jogo com a mentalidade de resolver rápido, para não passar por calafrios como os de Moreira de Cónegos. A verdade é que o Benfica não conseguiu entrar pressionante como se esperava, pois o Marítimo também trazia a lição bem estudada.

O primeiro lance que criou algum ‘bruá’ aconteceu ao minuto 11, quando Ederson recebe a bola e se atrapalha com a mesma, com Luís Martins a pressionar. Aos 14’, o primeiro remate digno de registo por parte dos encarnados, remate de Pizzi que foi desviado para canto.

Um Benfica dominador, mas sem criar grandes situações de perigo. O Marítimo tentava sair no contra-ataque, mas a maior parte das vezes sem sucesso.

O jogo resolveu-se nos últimos 10 minutos da primeira parte. Aos 35’, Rafa arranca pela esquerda, consegue passar por Patrick, num misto de velocidade e força, cruza de trivela e Luís Martins interceta a bola que acaba no fundo da baliza. 1-0 para os encarnados, auto-golo do antigo jogador encarnado.

Ainda os adeptos se estavam a sentar depois de festejar o primeiro golo, quando ao minuto 36, depois de uma jogada de envolvência entre Rafa e Pizzi, a bola chega a Jonas, e o número 10 remata colocadíssimo, ao ângulo inferior direito da baliza de Charles. Estava feito o 2-0.

O Benfica continuava a pressionar e minutos depois pediu-se penalti na Luz, num lance em que Mitroglou aparece isolado para finalizar e falha a bola, reclamando de um toque no seu pé esquerdo. Lance duvidoso.

Aos 45+1, os encarnados matam completamente o jogo com o bis de Jonas. Canto de Grimaldo pela esquerda, Luisão toca ao primeiro poste e o ‘Pistolas’ consegue desviar ao segundo, fazendo assim o 3-0 para o Benfica.

A segunda parte foi um jogo completamente diferente, sem intensidade nenhuma, com o Benfica a controlar e a gerir esforços, e o Marítimo resignado ao resultado, sem argumentos para ferir o Benfica. Deu para poupar Pizzi para o derby. Jonas saiu com queixas, mas não deve ser nada de mais.

O jogo foi mesmo isto: resolvido nos 10 minutos finais da primeira parte, e na segunda parte foi controlar e gerir, porque no próximo fim de semana há derby.

Futebol Português