Raio-X a Victor Lindelöf

Quando assinou contrato pelo Benfica em 2012/2013, Victor Lindelöf chegou ao Seixal para desempenhar a função de defesa direito nos juniores. À medida que o tempo foi passando, "Iceman" começou a ser utilizado tanto a defesa central como médio ofensivo. Hoje o internacional sueco é peça fundamental na defesa encarnada.

Raio-X a Victor Lindelöf
Raio-X a Victor Lindelöf

Chegou ao Benfica em 2012 oriundo do desconhecido Vasteras SK, da Suécia. Com apenas 17 anos, o sueco foi assim colocado na equipa de juniores das águias, onde cumpriu apenas quatro partidas. Mesmo assim, os responsáveis encarnados viram em Lindelöf muito potencial, acabando por inclui-lo na equipa B. Aí o jovem nórdico mostrou todo o seu potencial, chegando mesmo a disputar duas partidas pela equipa principal na temporada 2013/2014.

Em constante evolução, Lindelöf ganhou finalmente o seu lugar na equipa principal do Benfica em 2015/2016, ajudando os encarnados na conquista do campeonato nacional.

Actualmente a fazer parelha com Luisão, o central de 1,87 de altura tem contrato com o Benfica até 2021 e uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

Com facilidade em sair com a bola controlada, o sueco tem as caracteristicas de um central nórdico, ou seja, consegue tirar proveito do seu porte físico e estatura para ganhar nas disputas com o adversário, sendo especialmente forte nos duelos pelo ar.

Foto: desporto.sapo.pt
Foto: desporto.sapo.pt

Muito forte no jogo aéreo, Lindelöf tem ainda na antecipação uma das suas maiores armas, pecando apenas em aspetos técnicos comuns à maioria dos defesas centrais.

Depois do belo golo marcado frente ao Sporting no último sábado, descobriu-se o talento, até ao dia escondido, do jovem sueco na marcação de livres directos.

Ao serviço do Benfica, o defesa central venceu o campeonato em 2014/2015 e 2015/2016 , uma Taça de Portugal em 2013/2014, uma Taça da Liga em 2015/2016 e uma Supertaça Cândido de Oliveira em 2016.

Muitos são os clubes interessados em contar com o jogador na próxima época e a cláusula de rescisão de 30 milhões não é obstáculo para a maioria deles.

Lindelöf já foi associado a clubes como Real Madrid ou Barcelona mas foi o Manchester United que esteve mais próximo de contratar o jogador do Benfica no último mercado de Inverno.

Lindelöf é um central muito completo e a facilidade de sair com a bola controlada distingue-o de muitos dos seus colegas.

Futebol Português