Jorge Jesus: «Não podia ficar indiferente a tantas manifestações de carinho e afeto»

O técnico do Sporting Clube de Portugal agradeceu o apoio sentido nos últimos dias, após a morte do seu pai.

Jorge Jesus: «Não podia ficar indiferente a tantas manifestações de carinho e afeto»
Fonte: Getty Images

Jorge Jesus veio esta quarta-feira demonstrar publicamente o seu agradecimento pelas «manifestações de carinho e afeto» que recebeu nos últimos dias, na sequência do falecimento do seu pai e ex-atleta do Sporting, Virgolino de Jesus.

Na nota de agradecimento emitida pelo clube de Alvalade no seu site oficial, o técnico leonino afirmou estar grato pelo apoio dos vários dirigentes, treinadores, atletas, árbitros e cidadãos anónimos que, independentemente das várias preferências clubísticas, não ficaram indiferentes e lhe fizeram chegar as suas palavras de apoio, aproveitando para vincar a superior importância da solidariedade e do respeito pelo ser humano, comparativamente com as «rivalidades saudáveis» do mundo do futebol.

Leia aqui, na íntegra, a mensagem do treinador dos leões: 

«Venho por este meio agradecer às muitas centenas de pessoas, de todos os quadrantes clubísticos e sociais, que, nos últimos dias, se me dirigiram fazendo-me chegar palavras de apoio e solidariedade na sequência do falecimento do meu Pai.

Humanamente, e em consciência, não podia ficar indiferente a tantas manifestações de carinho e afecto que, não podendo naturalmente diminuir a dor da minha perda e da minha família, me encheram a alma, incentivaram e ajudaram a enfrentar estas horas tão difíceis.

O Desporto em geral e o Futebol em particular, ao longo das últimas décadas, têm-me mostrado que, para além das rivalidades saudáveis, existe algo muito mais importante: a solidariedade e o respeito pelo ser humano.

Estou, por isso, profundamente grato a dirigentes, treinadores, atletas, árbitros e aos muitos cidadãos anónimos que fizeram questão de, através de mim, prestar homenagem ao meu Pai.

Obrigado a todos,

Jorge Jesus»

Futebol Português