Portugal x México: o início do percurso

A seleção portuguesa inicia este domingo a caminhada na Taça das Confederações 2017, frente ao México de Chicharito e companhia.

Portugal x México: o início do percurso
Portugal estreia-se na Taça das Confederações.

Portugal entra oficialmente este domingo na Taça das Confederações 2017, num jogo frente à seleção mexicana, a contar para a fase de grupos (Grupo A).

Num grupo composto por Portugal, Rússia, México e Nova Zelândia, uma vitória lusa no primeiro encontro pode ditar um maior conforto na abordagem às próximas duas jornadas, uma vez que - com apenas dois grupos de quatro equipas cada - o segundo lugar também permite uma passagem às meias-finais. No entanto, o desafio que se coloca no caminho da turma de Fernando Santos está longe de ser fácil de ultrapassar.

Do outro lado, encontra-se um México experiente na prova - já a disputou por 6 vezes, sendo a segunda seleção com mais participações, a seguir ao Brasil - e que até já conquistou o título, em 1999, somando a esse feito boas prestações em 1995 e 2005, anos em que obteve o terceiro e quarto lugar, respetivamente. 

A equipa do México

Vencedor da CONCACAF em 2015 e com uma média de idades entre os 28 e os 29 anos, a formação mexicana tem sido alvo de algumas alterações nas últimas partidas, permitindo que Juan Osorio experimentasse diferentes soluções táticas. No entanto, o cenário mais provável é que o onze titular frente à seleção portuguesa seja constituído por: Ochoa; Miguel Layún, Hector Moreno, Nestor Araújo e Carlos Salcedo; Rafael Márquez, Jonathan dos Santos e Héctor Herrera; Chicharito Hernández, Oribe Peralta e, finalmente, Carlos Vela. 

Ainda do lado do adversário, o destaque vai, naturalmente, para o avançado Chicharito, um jogador que embora não se tenha conseguido impôr no Manchester United, nem ao serviço do Real Madrid, voltou a ganhar algum destaque na Alemanha, ao atuar pelo Bayer Leverkusen e concretizar 39 golos nas últimas duas temporadas. Todavia, aquela que será a maior promessa do futebol mexicano, neste momento, é Jesús Gallard, um jogador que, apesar de não ter a titularidade assegurada, merece um olhar atento caso entre no decorrer da partida: aos 22 anos de idade, o médio que também pode jogar a lateral e na frente, vive um dos melhores momentos da sua carreira, sendo-lhe reconhecidamente atribuídas como qualidades a sua velocidade, visão de jogo, habilidade e qualidade de passe. 

De resto, como já foi referido, o técnico Osorio raramente utiliza o mesmo esquema tático do jogo anterior e soma, até ao momento, 18 vitórias e apenas 2 derrotas, em 24 partidas pelo México. Reconhecendo o talento de Portugal como um todo que não se resume a Cristiano, o treinador colombiano tem nesta competição uma oportunidade aliciante para conquistar definitivamente o apoio incondicional dos adeptos mexicanos.

Portugal: candidato ou favorito?

Portugal chega a esta partida na sequência da épica conquista do Euro 2016, sendo apontado como um dos principais favoritos também nesta prova. 

Com os níveis de confiança elevados e a envolvente de grande apoio que é de conhecimento público, Fernando Santos nega que Portugal seja favorito, preferindo o termo "candidato" e reforçando a importância de haver concentração total por parte dos atletas das quinas para garantir a continuidade em prova.

«A equipa do México tem jogadores de excelente qualidade técnica, tem uma grande paixão pelo jogo e muita dinâmica no seu jogo. Procurámos analisar bem a equipa para transmitir aos jogadores o que é mais positivo e alguma debilidade que exista. Espero que Portugal se consiga superiorizar, mas teremos pela frente um adversário muito forte.», referiu.

A equipa provável da seleção lusa deverá passar por: Rui Patrício; Cédric, Pepe, José Fonte, Raphael Guerreiro; André Gomes, William Carvalho; Gelson Martins, Bernardo Silva, Cristiano Ronaldo e André Silva.

Sendo impossível prever uma tendência através da análise do confronto direto entre as nações (que historicamente, conta com apenas 3 partidas, 2 vitórias para Portugal e 1 empate), o melhor é mesmo aguardar pela partida que colocará frente-a-frente duas seleções com grandes aspirações na prova, pelas 18:00 locais (16:00 em Portugal), na Kazan Arena, na Rússia, e num jogo que ajudará a definir a classificação final do grupo A.

Acompanhe tudo aqui, em Vavel Portugal.