Chapa 3

O Sporting venceu, por 3-1, o Olympiakos em Alvalade e ainda sonha com os oitavos-de-final da Champions, apesr de não depender apenas de si próprio.

Chapa 3
Chapa 3 // Fonte: Record

Foi um bom jogo da turma leonina perante um adversário com menos qualidade individual e coletiva. Quem precisava de ganhar era o Olympaikos mas sempre pareceu que os gregos tinham vindo a Portugal segurar o 0-0 e acreditando que, com sorte, um contra-ataque resolveria o jogo a seu favor... Deram-se mal.

André Pinto avisou com um remate ao poste logo aos dois minutos e Bas Dost, a acabar a primeira parte, deu o melhor seguimento a uma boa jogada de envolvimento pelo corredor direito. O Sporting estava na frente, com justiça, e sem acelerar muito já estava a fazer o 2-0 por Bruno César: o mérito é todo do chuta-chuta que rouba a bola a um defesa e resolve o jogo ainda antes do intervalo.

Nunca se sentiu, do lado dos gregos, muita crença num bom resultado. Foi perto da altura em que Lemonis arriscou um pouco em busca do golo que reabrisse o resultado (lançando um ponta-de-lança Djordjevic para o lugar de Fortounis, o falso 9) que o Sporting, mais uma vez por Bas Dost, matou a partida.

Até final, ainda houve tempo para o golo de honra dos gregos mas não restam dúvidas sobre qual é a melhor equipa entre Sporting e Olympiakos. A vida dos leões mantém-se complicada que, depois do empate entre Juventus e Barcelona, estão obrigados a vencer em Camp Nou e a esperar que a Juve não vença o Olympiakos.

Num grupo tão complicado como este, a Liga Europa pode ser vista como um bom prémio de consolação para o Sporting, caso a passagem aos oitavos-de-final não se verifique