Astana x Sporting: Arranque do leão no Cazaquistão

O Sporting dá início à sua campanha na Liga Europa diante do Astana, clube do Cazaquistão, na primeira mão dos 16avos de final da prova. É na fronteira euro-asiática que os leões começam um caminho que, esperam os seus adeptos, apenas termine em Lyon para a grande final.

Astana x Sporting: Arranque do leão no Cazaquistão
(Foto: uefa.com)

Depois de ter ficado no terceiro lugar no grupo D da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Sporting transita para a Liga Europa, onde medirá forças com o Astana FC, o primeiro clube do Cazaquistão a chegar a uma fase a eliminar de uma prova europeia.

Todavia, o Sporting enfrentará o seu primeiro adversário mesmo antes de entrar em campo. Com efeito, os leões terão pela frente uma viagem de mais de 6.000 quilómetros rumo a Astana, capital do Cazaquistão; algo que poderá ter efeito no desempenho físico dos jogadores. No total, a equipa de Alvalade fará mais de 10.000 quilómetros de viagem. Assim, é de esperar que o foco de Jorge Jesus esteja na gestão e recuperação física dos seus jogadores, tendo em vista a sobrecarga de partidas e respectivas deslocações.

(Foto: ojogo.pt)
(Foto: ojogo.pt)

Os verde-e-brancos chegam a esta partida após uma complicada vitória diante do Feirense para a Liga NOS, triunfo que permitiu a manutenção do segundo lugar e os dois pontos de atraso para a liderança. Depois de toda uma época sem derrotas, o Sporting somou duas consecutivas em jogos da Taça de Portugal e campeonato, algo que pode ter ferido, mas não "matou" as aspirações dos leões em ambas as provas.

Depois de ter dado uma excelente imagem na Liga dos Campeões perante colossos como Barcelona e Juventus, o Sporting parte para a Liga Europa com genuínas aspirações em fazer uma boa e, preferencialmente, longa campanha na prova. Para tal, é preciso levar de vencida o Astana FC, clube que transita da fase de grupos da Liga Europa, tendo sido segundo classificado do grupo A, atrás do Villareal, e à frente do Slavia de Praga.

Foi exactamente diante dos checos que o Astana fez o seu último jogo oficial; assim, são mais de dois meses sem competição ao mais alto nível, algo que, por um lado, pode motivar uma formação cazaque sedenta de competição, mas por outro poderá ter a sua influência a nível físico, principalmente nos minutos finais da partida.

Esta será a primeira vez que Astana e Sporting se irão defrontar. Se os leões fazem a sua estreia diante de equipas do Cazaquistão, já o Astana realiza o seu segundo confronto diante de formações portuguesas. Com efeito, os Cazaques mediram forças com o Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões de 2015/2016. Dos dois jogos resultaram um triunfo das águias (2-0 na Luz), e um empate a dois em Astana.

Perante estes dados, não é de surpreender que o próprio Jorge Jesus admita que não tem um conhecimento aprofundado do adversário. À Sporting TV, o técnico leonino mostra ter algum conhecimento do passado recente do Astana, antevendo dificuldades no jogo da primeira-mão:

"Não temos um conhecimento muito profundo do Astana. O que sabemos é da outra época, onde tinham um jogador que era fundamental e que agora já não está no clube [Kabananga]. Fomos à procura dos jogos deles esta época, na fase de apuramento da Champions. Vamos encontrar um adversário que normalmente em Astana é forte. Estamos dentro de uma competição em que sabemos que há adversários mais fortes que outros, mas todos eles são fortes. O Astana vai discutir a eliminatória com o Sporting, não tenho dúvida nenhuma.".

Apesar de ter saído da Liga dos Campeões, o treinador do Sporting quer ir longe na Liga Europa, e de preferência com exibições semelhantes às apresentadas na liga milionária.

"Queremos fazer uma Liga Europa ao nível, se pudermos comparar, do que fizemos na Champions. O Sporting foi uma equipa que surpreendeu, não direi o mundo, mas sim as pessoas ligadas ao futebol, pela forma como se confrontou e jogou contra as melhores equipas do grupo, no caso a Juventus e Barcelona. É um somatório de fazer as pessoas olhar para o Sporting um bocadinho diferente. Queremos mostrar isso, passo a passo conquistar um pouco do conhecimento da Europa em relação ao Sporting, passa por estes jogos. Queremos estar num nível alto.".

No que aos convocados diz respeito, destaque para a ausência de Jeremy Mathieu. O central francês junta-se a Bas Dost e Daniel Podence na lista de indisponíveis. O apito inicial está marcado para as 16h (hora portuguesa), e será dado pelo árbitro Ruddy Buquet.