(0-1)26 min Licá; (1-1) 31 min Evandro; (1-2) 66 min Jackson Martínez; (2-2 ) 81 min Luís Leal.
Em partida movimentada, Porto e Estoril ficam no empate
Licá marcou contra sua ex-equipe, mas Porto só empatou no litoral português

Em partida movimentada, Porto e Estoril ficam no empate

Jogo teve quatros gols e muitas chances reais, e no final, empate ruim para os visitantes (Foto:Reprodução/Record.pt)

luis-de-sa-perles
Luis De Sá Perles
EstorilVagner, Anderson, Bruno Miguel, Ruben Fereira, Babanco, Amado (Gonçalo), Filipe Gonçalves, Sebá, Evandro (Mano), João Pedro (Balboa), Luís Leal. Téc: Marco Silva.
PortoHélton, Danilo, Otamendi, Magala, Alex Sandro, Fernando, Defour (Ricardo), Lucho, Varela (Quinteiro), Licá (Ghilas), Jackson Martínez. Téc: Paulo Fonseca.
ÁRBITRORui Silva. Cartões Amarelos: Babanco, Anderson Luís, Evandro (Estoril); Alex Sandro e Otamendi (Porto).
INCIDENCIASPartida válida pela quinta rodada da Liga Sagres.

A partida no estádio Antônio Coimbra Neto marcava o encontro do Estoril contra o Porto. De um lado a equipe portista querendo manter a vantagem sobre o rival Benfica, do outro, o Estoril querendo seguir entre os líderes da Liga.

A partida começou agitada, logo aos seis minutos, Lucho bateu com perigo, para linda defesa do arqueiro brasileiro Vagner. Na sequência a equipe visitante voltar a atacar, em chute perigoso de Jackson Martínez  que foi desviado por Anderson Luís, à corner. O Porto era mais intenso em campo, enquanto o Estoril buscava os contra golpes. Assim aos 26 minutos, Varela deu lindo passe a Licá que escapou da marcação e tocou na saída do goleiro, abrindo o placar para o Porto, contra o seu ex-time, 1 a 0.

A resposta canária veio no minuto 31, após lindo escanteio cobrado por Evandro, que Bruno Luís cabeceou acertando a trave. Na sequência Otamendi pôs a mão na bola fora da área o árbitro, porém, marcou dentro da área, cedendo pênalti ao time da casa. Na cobrança, o meia brasileiro Evandro empatou o duelo, 1 a 1. O jogo, ainda teve a linda cabeçada de Fernando ao gol de Vagner. Fim de primeiro tempo e tudo igual em Estoril.

No segundo tempo a partida seguiu em ritmo intenso, no minuto 51, Licá iria sair cara a cara com Vagner, mas o goleiro se adiantou bem salvando sua equipe. Aos 53 e 59, Licá e Mangala cabecearam após escanteios, rente a trave do goleiro estorilista. Como resposta, Gonçalo fez linda jogada e rolou para Luis Leal, que dominou e bateu com perigo, assustando Hélton.

Com 66 minutos, Lucho achou Jackson Martínez livre ele arrancou, ganhou da marcação e tocou na saída de Vagner, colocando o Porto de novo a frente, 2 a 1 Dragões. Na sequência em nova bobeada da zaga, Lucho lançou Varela na cara do goleiro, mas o português finalizou muito mal por cima do gol. A partida caiu então de rendimento, o Porto buscava controlar o empate, tocando a bola e abdicando do ataque, mas aquele gol perdido de Varela iria fazer muita falta.

Em boa jogada de Balboa, no minuto 81 o meia cruzou para Séba, que de cabeça desviou e a bola passou por toda zaga portista indo parar nos pés de Luís Leal, que como bom centroavante não desperdiçou, empatando o jogo, 2 a 2. A partida ainda teve uma chance para cada equipe, mas nada que alterasse o placar. Com o resultado a vantagem para o Benfica diminui e pior que os resultados, o futebol apresentado pela equipe tripeira está deixando muitos torcedores preocupados. O Estoril, por sua vez consegue um bom resultado e segue sua luta por vaga nas competições europeias.

VAVEL Logo