Antevisão: Portugal - Luxemburgo
«Bruma integrado nos trabalhos da selecção A» - Foto: Record.pt

Antevisão: Portugal - Luxemburgo

Portugal recebe hoje o Luxemburgo no último embate de classificação para o Mundial 2014. A precisar de um milagre para o apuramento directo e de um empate para rumar ao play-off, Paulo Bento pode aproveitar a partida para promover estreias e dar minutos a jogadores menos utilizados.

bruno-gomes
Bruno Gomes

Às 18 horas de hoje, a selecção portuguesa entra em campo no Estádio Cidade de Coimbra para enfrentar a frágil congénere do Luxemburgo. Os comandados de Paulo Bento necessitam de vencer por 6-0 e contar com um derrota da selecção russa frente ao Azerbeijão para garantir o apuramento directo para o Mundial 2014. Missão quase impossível. Para chegar ao play-off o caminho é mais risonho: basta um empate. Ou até mesmo uma derrota, desde que a limitada selecção da Arménia não vença a poderosa Itália fora de portas. Mais do que a classificação, joga-se a honra e o prestígio da selecção nacional.

Portugal abordou a última partida, frente a Israel, com as ausências de Bruno Alves, Raul Meireles, Vieirinha, João Pereira e Fábio Coentrão. Os quatro primeiros por lesão e o último por castigo. Apesar do regresso de Coentrão, o azar voltou a bater à porta nacional que não poderá contar com o lesionado Danny e com Cristiano Ronaldo e Pepe suspensos. Para colmatar as últimas ausências foram convocados Rolando, Pizzi - dois regressos, e Bruma - uma estreia na equipa principal. A estreia do luso-guineense é a grande expectativa da noite, até porque ao ser convocado para a equipa A, Bruma desfalcou os sub-21 no importante confronto com Azerbeijão para o apuramento do Europeu da categoria.

Depois da exibição medíocre que culminou com o empate frente a Israel, a equipa nacional vai tentar encerrar da melhor forma a fase de qualificação, para tentar apagar a pálida imagem que deixou ao longo de todo o apuramento. Tendo em conta as ausências e o carácter do jogo muitas dúvidas se prendem sobre o onze a apresentar por Paulo Bento. Vai continuar a apostar nos jogadores e nas tácticas habituais? Dará oportunidade a elementos menos utilizados como Nélson Oliveira ou André Martins? Promoverá a estreia de Cédric e Bruma? Perguntas com resposta apenas para a hora de jogo. 

Do lado luxemburguês estará uma equipa limitada, repleta de jogadores amadores e a representar um país onde o profissionalismo ainda não está consolidado. A selecção do Luxemburgo vem a Coimbra cumprir calendário e tentar uma improvavél vitória que lhe permita fugir ao último lugar do grupo F de classificação para o Mundial do Brasil.

O histórico de confrontos entre as duas equipas é claramente favorável a Portugal: onze vitórias, um empate e apenas uma derrota do combinado nacional.

A equipa de Luc Holtz não tem um histórico famoso frente a Portugal mas, curiosamente, das duas vezes que nos conseguiu travar, a selecção estreava dois nomes de vulto do futebol português: Eusébio da Silva Ferreira - numa derrota por 4-2 em 1962, e Luís Figo num empate a uma bola em 1991.

VAVEL Logo