Dúvida central
Jogadores do Sporting. Foto: Record

Dúvida central

Com oito golos sofridos nos últimos três encontros, o Sporting parece ter encontrado um problema central que tem trazido alguns dissabores à equipa. A até agora titularíssima dupla defensiva formada por Maurício e Marcos Rojo pode estar em causa e o Director-Geral do clube leonino, Augusto Inácio, já procura alternativas para o mercado de Janeiro.

andrecunhaoliveira
André Cunha Oliveira

Fc Porto, Marítimo e Benfica conseguiram marcar os oito golos que por agora vão fazendo suar o alarme na defensiva leonina. Nestes três encontros Maurício e Marcos Rojo mostraram algumas fragilidades que parecem estar a preocupar o reino do Leão, de tal maneira que nos corredores da Academia Sporting já se fala em reforços para a zona mais recuada da formação verde e branca.

Até agora,o conjunto de Leonardo Jardim manteve a sua baliza inviolável por apenas três ocasiões, tendo sofrido golos em todos os restantes encontros contra adversários de toda a estirpe, desde o estreante Arouca até ao Fc Porto tri-campeão nacional. Fruto do “descalabro” defensivo das últimas partidas, os leões passaram inclusive de segunda melhor defesa do campeonato para a quarta, com 9 golos sofridos em 9 jornadas, uma média de um golo por jogo.

Números que contrastam com a vocação goleadora da equipa, já com 23 golos marcados, naquele que é o melhor ataque da Liga Zon Sagres. Leonardo Jardim parece então ter um problema entre mãos e a pergunta que se impõe não deixa de ser aterradora para a dupla até agora titular na defesa do Sporting: Maurício ou Marcos Rojo, qual dos dois tem os dias contados?

Maurício na luta com Eric Dier

A pré-época do Sporting e os jogos até agora disputados demonstram a preferência efectiva de Jardim pela dupla sul-americana que até agora tem defendido as cores leoninas. A agressividade de Maurício e a velocidade de Rojo são trunfos que têm servido para garantir a titularidade dos dois jogadores, mas existem dados que podem pesar na hora de preterir de um ou de outro no onze.

O argentino representou um alto investimento da parte do clube leonino e a venda de grande parte dos seus direitos económicos a um fundo (75%) faz com que o objectivo seja a sua valorização para recuperar e, se possível, ganhar algum dinheiro com um jogador que certamente estará no Mundial do Brasil e tem grandes chances de ser titular na Selecção da Argentina. Depois, já por diversas vezes Leonardo Jardim demonstrou ser um grande apreciador das qualidades do defesa argentino, não abdicando da sua utilização no lado esquerdo do eixo defensivo em nenhuma circunstância (até agora não utilizou por uma única vez o jogador como lateral-esquerdo e da última vez que regressou de lesão pô-lo imediatamente na equipa assim que foi considerado recuperado pelo Departamento Médico).

Quanto ao defesa brasileiro, tem sido igualmente um dos indiscutíveis do técnico madeirense, rubricando exibições francamente positivas que têm surpreendido os adeptos leoninos. Uma contratação de muito baixo custo que tem tido uma alta valorização ao longo destes primeiros meses de leão peito. Maurício, um jogador com algumas carências do ponto de vista técnico, faz-se evidenciar pelo espírito abnegado com que encara todas as partidas e de altos níveis de agressividade que têm merecido a aprovação das bancadas de Alvalade. No entanto, essa mesma agressividade tem vindo a penalizar a equipa leonina nos últimos encontros, de que é exemplo a grande penalidade cometida no Estádio do Dragão e que permitiu aos portistas inaugurar o marcador logo no início da partida.

E das raras vezes em que Eric Dier foi chamado a cobrir a ausência do brasileiro, a verdade é que o inglês, mesmo não comprometendo, não revelou a segurança e imponência evidenciadas na época passada, quando foi lançado por Jesualdo Ferreira. Ao defesa formado na Academia Sporting é apontado um largo futuro,pelo que as suas qualidades técnicas e tácticas devem ser tidas em conta nesta discussão. Mesmo que Augusto Inácio esteja aparentemente à procura de um defesa-central mais experiente e credenciado para Janeiro.

 

Maurício

Pontos fortes

- Agressividade
- Jogo aéreo ofensivo

Pontos fracos 

- Deficiências técnicas
- Má abordagem aos lances
- Fraco poder de antecipação

Eric Dier

Pontos fortes

- Poderio físico
- Qualidade técnica
- Jogo aéreo defensivo
- Abordagem correcta aos lances
- Boa saída de bola
- Forte pontapé na marcação de livres

Pontos fracos

- Falta de maturidade
- Falta de agressividade

FOTOS: ZEROZERO.PT

VAVEL Logo