Paços 1-0 Belenenses: A surpresa
Fernando Neto foi o autor do golo dos castores (Foto: AFP)

Tudo parecia prever uma vitória do Belenenses frente à equipa do Paços de Ferreira, na deslocação até ao norte do país. O Paços não ganhava em casa desde o ínicio da época, ocupava o último lugar do campeonato e o Belenenses vinha de dois grandes empates: um com o Benfica, outro com o Porto. A verdade é que a equipa lisboeta deixou no distrito do Porto três pontos nos primeiros quarenta e cinco minutos. Fernando Neto estrou-se a marcar e deixou a equipa de Mitchell Van der Gaag em maus lençóis, o Belenenses ocupa agora o décimo lugar da tabela, com um único ponto de avanço sobre os lugares de despromoção.

Um golo, um erro

No começo da primeira parte, o jogo foi equilibrado e bem conseguido. Apesar de conseguir manter o seu ritmo de jogo, o Belenenses notou o primeiro lance de perigo à sua baliza aos 18 minutos, valeu Matt Jones, a negar o golo a Fernando Neto. Desde essa altura,  os lisboetas pareceram adormecer e abriram espaço para os avançados do Paços de Ferreira. Aos 27’ e depois de duas tentativas, Fernando Neto estreia-se a marcar com a camisola dos castores. Um erro dos centrais, faz com que o avançado fique solto na área e acabe mesmo por fazer o golo. Manuel José e Filipe Anunciação ainda tentaram a sua sorte frente ao guardião de Belém, mas de nada valeu, dois retames, um por cima e outro ao lado, que pouparam a equipa do Belenenses a uma derrota mais pesada.

Paços, Paços, Paços

O intervalo nada pareceu alterar na equipa de Marco Paulo. Só se viu jogar Paços de Ferreira. Apesar do jogo um bocadinho mais disputado no segundo tempo, os azuis do restelo não foram capazes de lidar com a pressão imposta pelos pacenses. A partir do minuto 70’ e depois da entrada de Arsénio, o Belenenses começar a remar (já tarde) contra a maré. Sturgeon tenta cabecear para o golo, mas foi António Filipe, guarda-redes do Paços de Ferreira, a fazer-lhe frente e a evitar o empate. Muita foi a pressão imposta pelos jogadores lisboetas, mas de nada valeu, já era tarde e os três pontos já estavam atribuídos.

Paços que sobe, Belenenses que desce

Ambas são consideradas equipas de meia tabela, a verdade é que o Paços ainda não tinha ganho em casa e o Belenenses não perdia à cinco jogos. Este resultado leva a equipa de Van der Gaag para o décimo lugar e faz com que o Paços consiga subir para o 12º com 8 pontos em dez jogos. A verdade é que o regresso do holandês é cada vez mais esperado, principalmente depois desta derrota que os adeptos consideram “imperdoável”. Apesar de esperar “conseguir estar apto até ao final do mês de Novembro” nada é certo. Na próxima jornada o Belenenses recebe o Gil Vicente, quinto classificado com 17 pontos. Será desta que Van der Gaag regressa ao banco e surpreende tudo e todos tal como fez com a subida à primeira liga?

VAVEL Logo