À jornada 13, o leão rugiu bem alto
Adrien e André Martins festejam golo frente ao Belenenses. (Foto: Rafael Marchante/REUTERS))

O Sporting não acusou a pressão de ser líder isolado do campeonato e alcançou a quinta vitória consecutiva, batendo o Belenenses por 3-0, com três golos portugueses: Adrien Silva, André Martins e Wilson Eduardo marcaram a diferença e contribuíram para mais uma goleada. Os leões estão neste momento a três golos de igualar o total de golos da temporada passada, e parecem ser cada vez mais, ainda que os seus dirigentes não o afirmem, sérios candidatos ao título. A equipa de Leonardo Jardim te, de momento, o melhor ataque e a melhor defesa da prova (33/9). O Belenenses perdeu pela primeira vez com um grande, esta época, e ocupa neste momento a 13ª posição da liga, com 11 pontos, apenas dois pontos acima da linha de água.

Por sua vez, o Benfica venceu o Olhanense por 3-2 e mantém a distância de dois pontos para o líder. Numa partida de fraca qualidade, destaque para o 6º golo de Lima no campeonato e para os golos de Matic e Sulejmani. Com este resultado, os encarnados mantém a 3ª posição do campeonato, somando agora 30 pontos. Com esta derrota o Olhanense não vai além da 14ª posição da liga, com apenas 9 pontos conquistados nas primeiras 13 jornadas do campeonato.

O actual campeão nacional, Futebol Clube do Porto, deslocou-se ao Estádio dos Arcos e venceu o Rio Ave por 3-1. Numa partida em que Carlos Eduardo brilhou, destaque ainda para o 11º primeiro golo de Jackson Martinez na liga e para os golos de Maicon e Danilo. Com este triunfo, os dragões alcançaram o Benfica com 30 pontos e, na segunda posição, mantêm a perseguição ao líder Sporting. Apesar da derrota, o Rio Ave mantém o 9º lugar com 16 pontos e está confortável na luta pela permanência na 1ª liga.

Luta pela Europa ao rubro

Na luta pela qualificação para a Liga Europa, destaque para a vitória do Estoril frente ao Gil Vicente por 2-0, com assinatura dos médios Evandro e Diogo Amado, os únicos capazes de bater Adriano, o guarda-redes do Gil que esteve em grande plano, impedindo que o resultado fosse mais dilatado. Numa partida que opunha duas das melhores equipas deste campeonato, o triunfo sorriu portanto aos canarinhos, que ocupam neste momento o 4º lugar da prova, com 23 pontos, deixando Gil Vicente na 8ª posição (18 pontos).

Com o 4º lugar entregue ao Estoril, merece destaque a subida de rendimento de Braga, Nacional e Guimarães, que, ao vencer as suas respectivas partidas, relançaram a luta pelo 5º lugar. O Braga, do Professor Jesualdo, tornou a entremear derrota e vitória, e após o desaire no Dragão, venceu na presente jornada, ao receber o Vitória de Setúbal. O homens da Pedreira entraram bem, e depois de Alan ameaçar com um tiro na trave da baliza visitante logo aos seis minutos, o golo de Rúben Micael surge aos 13', fechando com um disparo em posição frontal uma boa jogada individual de Alan. O Braga demonstrava-se notoriamente melhor em campo, após algumas das passadas e apagadas exibições, mas o descanso bracarense surgiria apenas aos 89 minutos, com um auto-golo de Ruben Vezo depois de centro rasteiro de Alan. Neste momento o Braga encontra-se na 7ª posição, embora em igualdade pontual com Gil Vicente, e distando apenas dois pontos de Nacional (5º) e Guimarães (6º), ambos com 20 pontos.

Académica de Coimbra e Marítimo, que abriram a 13ª jornada, empataram na cidade dos estudantes, e atrasaram-se no comboio que busca as competições europeias. Makelele deu provas de bom aluno, ao marcar aos 42' pela aqui da casa, mas Derley, aos 72', não deixou a sua equipa voltar à Madeira de mãos a abanar, e é agora o quarto melhor marcador da Liga, com 8 golos, como o seu colega Héldon, aliás, que é terceiro. Os homens da Madeira e os de Coimbra igualam-se também na tabela, com 15 pontos.

Um fosso cada vez maior

Na luta pela permanência, destaque para as derrotas de Arouca e Paços de Ferreira. Depois do empate surpreendente no estádio da luz, o Arouca foi derrotado pelo Vitória de Guimarães por 2-0, e ocupa neste momento o 15º posto, com nove pontos conquistados. Os golos foram marcados por Tomané e Leonel Olímpio, este segundo de grande penalidade. O lanterna vermelha do campeonato é ainda o Paços de Ferreira, com meros oito pontos amealhados, tendo sido derrotado nesta jornada pelo Nacional da Madeira por 2-1. Candeias, cobrando um penalty aos 21', e Diego Barcellos, aos 61', fizeram o golo para os madeirenses. No Paços, foi o defesa Tiago Valente a marcar na sequência de canto, traduzindo a incapacidade que os sectores avançados da equipa de Henrique Calisto têm demonstrado na hora de visar a baliza contrária. Até a 13ª jornada, Belenenses, Olhanense, Arouca e Paços de Ferreira são claramente as equipas mais frágeis do campeonato, existindo apenas 3 pontos a separar o 13º do 16º classificados da liga Zon Sagres.

      

Tabela classificativa da Liga ZON Sagres após 13 jornadas. (Fonte: pt.soccerway.com)

VAVEL Logo