Terminar o ano junto dos primeiros

Terminar o ano junto dos primeiros

O Vitória de Setúbal recebe esta sexta-feira o Benfica, em jogo a contar para a 14.ª jornada da Liga Zon-Sagres. No último jogo do Campeonato do ano 2013, os encarnados procuram manter-se no pelotão da frente enquanto que os sadinos querem continuar a escalar na tabela, em busca dos pontos que lhe garantam o objectivo principal: a manutenção. O jogo começa às 21h e será acompanhado aqui na Vavel.

joni-francisco
Joni Francisco

O Benfica desloca-se esta sexta-feira ao Estádio do Bonfim para um embate frente ao Vitória de Setúbal. O encontro antecipado da jornada 14 será o último de encarnados e sadinos para o Campeonato antes do final do ano, com ambas as equipas na busca de pontos para os seus distintos objectivos. Os encarnados entrarão em campo já sabendo o resultado do FC Porto, que recebe duas horas antes o Olhanense. A pressão estará forte dos dois lados, primeiro porque ninguém quer descolar na perseguição ao Sporting mas também porque a próxima jornada, já em janeiro, colocará frente a frente Benfica e FC Porto, no Estádio da Luz.

Ultrapassar leões e colocar pressão

Se o jogo antecipado não permite actuar primeiro que o rival do Norte, o mesmo não se pode dizer relativamente ao eterno rival de Lisboa. A deslocação do Benfica ao Bonfim acontece antes do Sporting receber o Nacional da Madeira, visto que o jogo dos leões está marcado apenas para sábado. A equipa comandada por Jorge Jesus sabe que a vitória no Bonfim pode colocar uma pressão extra no líder do Campeonato. Por tudo isto e muito mais, vencer será o único resultado positivo no jogo contra os sadinos que ocupam um confortável 10º lugar.

Enzo de regresso

Jorge Jesus já poderá contar com o médio argentino Enzo Pérez para o jogo em Setúbal. O jogador, peça cada vez mais importante do xadrez encarnado, regressa depois de um jogo de suspensão e é mais que provável a sua entrada directa no onze. Assim, é de esperar que o Benfica se desloque ao Bonfim muito próximo da máxima força. Isto, claro, tendo sempre em consideração as importantes baixas por lesão de Cardozo, Salvio ou Siqueira.

Na defesa, espera-se que Maxi e Sílvio mantenham as laterais, apesar de André Almeida espreitar um regresso à titularidade, ameaçando o lugar do uruguaio. Luisão e Garay farão a dupla de centrais. No meio campo, Enzo Pérez deve juntar-se a Matic, sobrando as alas para Gaitán e, muito provavelmente, Sulejmani. O extremo sérvio entrou muito bem no jogo de Olhão, marcando mesmo o golo da vitória, e deve ver a exibição recompensada com um lugar de início. Na frente, Rodrigo e Lima serão, muito provavelmente, os escolhidos.

Oblak na linha da frente para a baliza

O jogo de Olhão deixou marcas em Artur, guarda-redes habitualmente titular das águias. Nesse encontro, Jan Oblak saltou do banco e não comprometeu, apesar de ter sido pouco colocado à prova. Para a deslocação a Setúbal, deverá ser mesmo o esloveno o titular, apesar das recentes notícias apontarem para uma rápida recuperação de Artur. Jesus não deverá arriscar a utilização do guardião brasileiro, até porque depois de Setúbal chegarão os jogos da Taça da Liga, onde é de esperar que Oblak assuma a titularidade. Logo, Artur poderá ter tempo mais que suficiente para recuperar e voltar a 100%.

José Couceiro preparado para adversário «poderoso»

Numa primeira antevisão à recepção ao Benfica, José Couceiro enalteceu as qualidades do seu rival que, no seu entender, «tem meios como nunca se viu em Portugal». «Penso que nunca houve uma equipa em Portugal com tantos meios como o Benfica tem neste momento. É um adversário muito poderoso, que tem bastante tempo de trabalho acumulado com o mesmo treinador ao longo de cinco anos», salientou o técnico sadino, recusando-se, porém, a atirar a toalha ao chão: «Temos que jogar ao nosso melhor nível e é isso que vamos querer fazer. O importante para o Vitória de Setúbal é somar pontos para permanecer na I Liga. Se conseguimos pontos com o Benfica é uma grande ajuda».

Época dos sadinos muito melhor que a anterior

Aconteça o que acontecer em Setúbal, certo é que o Vitória de Setúbal vai fazer a passagem do ano numa situação bem menos delicada do que a da temporada passada. Realizadas as primeiras 13 jornadas, os sadinos ocupam o 10.º lugar da Classificação, com 16 pontos, mais 5 que no período homólogo do ano passado, quando o Vitória ocupava um dos lugares de despromoção. Só que, verdade seja dita, difícil será fazer melhor que na 14.ª jornada do ano passado, a última do ano 2012. Por essa altura, o Setúbal também jogou no Bonfim, só que ao invés de receber um grande recebeu o também aflito Moreirense, vencendo categoricamente por 5-0. A vitória permitiu que os sadinos saíssem da zona de despromoção, terminando a 14.ª jornada com 14 pontos, numa média de 1 ponto por jogo. Este ano, a média no final desta jornada será sempre melhor.

Viória não bate o Benfica para a liga há quase 15 anos

Temos que recuar 15 anos, até à época 1998-1999, para encontrar a última vitória dos sadinos frente ao Benfica. No dia 10 de Maio de 1999, o Vitória Futebol Clube recebeu os encarnados e ganhou por 1-0, com um golo do espanhol Toñito, que viria a transferir-se para o Sporting. Daí para cá, foram disputados 24 jogos, 12 na Luz e outros tantos no Bonfim, com um saldo de 19 vitórias para o Benfica e 5 empates.

A história mais recente mostra uma cada vez menor tendência para o Setúbal roubar pontos ao Benfica. Curiosamente, a última vez que o conseguiu foi quando o Benfica acabou campeão, na temporada 2009-2010. No jogo no Bonfim, o Vitória recebeu e colocou um grão de areia na engrenagem de um Benfica que estava avassalador, como o próprio Vitória de Setúbal percebeu na deslocação à Luz, quando foi batido por 8-1. O jogo da segunda volta não teve nada a ver com o de Lisboa, terminando com um 1-1, com dois auto-golos: Ricardo Silva na baliza dos sadinos e David Luiz, numa rosca que ficou célebre, na baliza de Quim. Daí para cá, só vitórias encarnadas. E, na temporada passada, a deslocação do Benfica ao Bonfim acabou sendo menos complicado que o esperado. Amoreirinha foi expulso cedo e o Benfica partiu para uma vitória confortável por 5-0, golos de Rodrigo (2x), Salvio, Nolito e Enzo Pérez.  

Jorge Jesus de regresso ao banco

O jogo marcará também o regresso ao banco do Benfica do técnico Jorge Jesus, depois de uma suspensão de um mês pelos incidentes de Guimarães. O técnico encarnado, porém, não fez a antevisão ao encontro e a lista de convocados, como vai sendo habitual, só será conhecida muito perto do apito inicial.

Já José Couceiro divulgou esta quinta-feira os chamados para a recepção aos encarnados, a saber: Kieszek, Servín, Frederico Venâncio, Cohene, Vezo, Nélson Pedroso, Kiko, Pedro Queirós, Tiago Terroso, Diogo Rosado, Dani Soares, Ney Santos, Bruno Sabino, Miguel Pedro, Coronas, Pedro Tiba, Ramón Cardozo, Ricardo Horta e Rafael Martins.

Onzes prováveis:

 

VAVEL Logo