Vitória FC 2013: um ano igual aos outros
José Couceiro é terceiro treinador a sentar-se no banco de suplentes do Setúbal desde Janeiro (Foto: AFP)

Este ano já passaram três pesos pesados pelo banco de suplentes do Vitória de Setúbal: Bruno Ribeiro, José Mota e José Couceiro. Três treinadores para uma equipa com vários problemas financeiros e que espera que esta seja a época em que tudo se resolve.

O 12º lugar alcançado em Maio fazia prever grandes mudanças. Era preciso um avançado que criasse situações de golo, que soubesse estar e ir buscar a bola para a pôr no fundo da baliza. Até Maio Makukula foi o menino dos olhos da equipa técnica liderada por José Mota, mas com a venda do avançado para o OFI da Grécia era urgente encontrar um substituto à altura.

Cardozo, a melhor aposta

Não, não estamos a falar do avançado do Benfica, falamos de Ramón Cardozo. Um jogador que parece ter caído do céu directamente para o Estádio do Bonfim. O jogador paraguaio veio emprestado de terras madeirenses e conta até agora com quatro preciosos golos na Liga Zon Sagres.

Um jogador extremamente rápido que conseguiu ocupar o furo deixado por Makukula. José Mota apostou e pelos vistos ganhou mesmo.  Um paraguaio, chamado Cardozo, parecido com o jogador do Benfica tacticamente e eficaz quanto baste.

Saíram dois, entraram três

É verdade, este ano foram 3 os treinadores que já se sentaram no banco dos Sadinos. Bruno Ribeiro foi o técnico que começou o ano de 2013 sentado no banco do Setúbal. Tinha entrado a meio da época e apesar de ter conseguido fazer a equipa do Bonfim recuperar de alguns resultados menos bons, não ficou por muito tempo.

Corria o dia de São Valentim quando José Mota foi anunciado como sendo o novo técnico dos Sadinos. Um treinador que acaba por deixar um projecto inacabado em Belém e que Fernando Oliveira escolheu por considerar que “Couceiro é tudo o que o Vitória precisa”. Efectivamente, José Mota  ocupou o banco durante 8 meses, até à chegada da 7ª jornada…. O Setúbal chegou a Alvalade e saiu de lá com uma derrota por 4-0. Este resultado foi a gota de água para Presidente e equipa técnica, optaram por rescindir contrato com o treinador e precisavam agora de escolher alguém com capacidade para pegar nas rédeas. O escolhido foi José Couceiro. O treinador que tinha orientado a equipa do Bonfim em 2004 voltou a ser chamado pelo Presidente e de acordo com as suas palavras a “proposta tinha mesmo de ser aceite. Sempre fui bem tratado aqui”.

Entregues a eles mesmos

O Setúbal ocupa actualmente a 11º posição da tabela classificativa, conta com seis derrotas, quatro empates e quatro vitórias. Apesar de tudo, a época ainda não vai a meio, o Setúbal ainda tem opção de recuperar e poderá até voltar às competições europeias onde esteve há 4 anos atrás. Tudo depende de José Couceiro e dos seus pupilos.

VAVEL Logo